Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    60.811,84
    -299,84 (-0,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6872
    -0,0339 (-0,50%)
     

Comédia enfoca dilemas das mulheres diante do espelho

Lívia Neder
·1 minuto de leitura

RIO - A mulher está inteira em cena na comédia “Confissões”. Aos 35 anos, a advogada Sílvia fala os absurdos mais engraçados para contar a trajetória de profissional competente, separada, que não consegue engravidar, oprimida pelos padrões de beleza e com a ida à academia sempre adiada. A atriz Maira Cibele dá voz e alma ao texto de Anna Sant’Ana, com direção de Anja Bittencourt, na peça incluída na programação que marca a reabertura do Teatro Cândido Mendes ao público. Sessões a partir do dia 9, às 20h, sempre às terças-feiras de março, com entrada grátis. A plateia estará aberta, mas o monólogo também poderá ser visto pela internet.

— A personagem faz pós-graduação em Direito Penal, é inteligente à beça, mas oprimida pelos padrões de beleza e de comportamento, se acha fracassada. Temos muitas Sílvias na sociedade. Como mulher, atriz e produtora, me interessa reafirmar como isso tudo é prejudicial para nós. Ela vê a felicidade no outro, quer agradar ao homem que acha que ama. Acaba escrava das formas e das convenções — diz.

Para ela, muitas mulheres se identificarão com Sílvia, principalmente as na faixa dos 40, onde se inclui também:

— Se tivessem autoestima, essas Sílvias não precisariam passar por isso. Elas têm que se aceitar e acreditar no potencial. Somos capazes de ser felizes conosco. É preciso se olhar, se encontrar para vencer, com opinião própria, independentemente das caixinhas estabelecidas. Nada tira o empoderamento quando a gente se ama.

Maira Cibele convida também os homens para rir e refletir com as mulheres. “Confissões” é mais um fruto da Retomada Cultural RJ, por meio da Lei Aldir Blanc.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)