Mercado abrirá em 9 h 38 min
  • BOVESPA

    128.427,98
    -339,48 (-0,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.170,78
    +40,90 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,10
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.775,10
    -8,30 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    32.604,58
    -1.195,68 (-3,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    783,99
    -26,20 (-3,23%)
     
  • S&P500

    4.241,84
    -4,60 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    33.874,24
    -71,34 (-0,21%)
     
  • FTSE

    7.074,06
    -15,95 (-0,22%)
     
  • HANG SENG

    28.884,25
    +67,18 (+0,23%)
     
  • NIKKEI

    28.920,12
    +45,23 (+0,16%)
     
  • NASDAQ

    14.296,75
    +33,75 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9265
    -0,0020 (-0,03%)
     

Colonial Pipeline pagou resgate de USD 4,4 milhões após ciberataque

·1 minuto de leitura
Bandeira do oleoduto Colonial em Baltimore, Maryland, em 10 de maio de 2021

A Colonial Pipeline pagou um resgate de 4,4 milhões de dólares a um grupo de hackers após um ataque cibernético contra a sua rede de oleodutos nos Estados Unidos, considerando que "foi a coisa certa a se fazer pelo país", informou nesta quarta-feira (19) o Wall Street Journal.

O CEO da Colonial Pipeline, Joseph Blount, disse ao jornal que o pagamento foi uma "decisão altamente controversa", mas necessária devido ao desligamento que afetou a rede de dutos nos Estados Unidos.

Seus comentários foram a primeira admissão pública de que a empresa pagou para recuperar o controle da rede depois que os hackers acessaram seus servidores.

Na quinta-feira passada, a Colonial anunciou que havia restaurado as operações e as entregas de combustível em todos os mercados após o bloqueio de 7 de maio.

A paralisação gerou um frenesi de compras de gasolina no leste dos Estados Unidos com a consequente alta dos preços. Para aliviar a escassez, o governo federal suspendeu os regulamentos de poluição do ar, bem como os regulamentos de embarque e transporte.

Indivíduos desconhecidos bloquearam na sexta-feira os servidores do DarkSide, uma entidade supostamente com sede na Rússia que pratica extorsão informática e que é acusada de estar por trás da operação contra a Colonial.

Depois de pagar o resgate na noite de 7 de maio, a Colonial recebeu dos rackers uma ferramenta de descriptografia. O pagamento foi feito em bitcoins, de acordo com o Wall Street Journal.

O incidente custará à Colonial dezenas de milhões de dólares adicionais para restaurar totalmente as operações nos próximos meses, disse Blount.

jmb/st/gm/yow/mr

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos