Mercado abrirá em 6 h 33 min
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,01
    +0,61 (+0,54%)
     
  • OURO

    1.809,70
    -9,20 (-0,51%)
     
  • BTC-USD

    29.942,86
    -418,46 (-1,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    673,16
    +430,48 (+177,39%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.518,35
    +53,55 (+0,72%)
     
  • HANG SENG

    20.646,09
    +43,57 (+0,21%)
     
  • NIKKEI

    26.911,20
    +251,45 (+0,94%)
     
  • NASDAQ

    12.526,25
    -34,00 (-0,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2033
    -0,0071 (-0,14%)
     

Colesterol "bom" pode prevenir Alzheimer, segundo estudo

·2 min de leitura

A ciência já afirmou que a taxa de açúcar e colesterol aos 35 anos pode ter relação com Alzheimer no futuro. No entanto, um estudo publicado no último dia 13 na revista Alzheimer's & Dementia destacou que partículas do colesterol HDL (chamado informalmente de "colesterol bom") podem ajudar a proteger contra a doença.

Para conduzir o estudo, os pesquisadores identificaram, contaram e mediram partículas de HDL no plasma de 180 adultos saudáveis ​​com idade média de 76 anos. Conforme menciona o artigo, quanto mais partículas, melhor o desempenho da função cognitiva.

O grupo percebeu, ainda, que essa associação foi mais forte em indivíduos sem comprometimento cognitivo, o que sugere um papel do colesterol HDL na prevenção do Alzheimer. A teoria do estudo é que as partículas podem reduzir o risco da doença por meio de sua capacidade de trocar lipídios , afetando a composição da membrana neuronal e as funções vasculares e sinápticas.

Colesterol HDL pode proteger contra Alzheimer, segundo estudo (Imagem: Fakurian Design/Unsplash)
Colesterol HDL pode proteger contra Alzheimer, segundo estudo (Imagem: Fakurian Design/Unsplash)

O estudo conclui que os níveis de partículas HDLs no plasma podem servir como biomarcadores para orientar futuros ensaios clínicos sobre prevenção do Alzheimer, e ainda têm potencial para ajudar no desenvolvimento de novos agentes terapêuticos. Portanto, as pesquisas não param por aí, e os pesquisadores pretendem encontrar diferentes abordagens de terapias com o colesterol HDL.

Colesterol HDL

O colesterol HDL é conhecido por atuar diretamente no processo de eliminação de gorduras do organismo, ao direcionar as moléculas de dentro dos vasos para o fígado, onde são devidamente metabolizadas e eliminadas do corpo.

Além disso, previne doenças cardíacas e tem ação anticoagulante, anti-inflamatória e antioxidante. Alguns alimentos ricos em gordura "boa" podem aumentar o nível de colesterol HDL, como abacate, castanhas, amendoim, salmão e sardinha. Praticar atividades físicas regularmente também pode ajudar a elevar seus níveis no organismo..

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos