Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.953,90
    +411,95 (+0,42%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.743,15
    +218,70 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    108,46
    +2,70 (+2,55%)
     
  • OURO

    1.812,90
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    19.275,64
    -195,87 (-1,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    420,84
    +0,70 (+0,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,83 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.168,65
    -0,63 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    25.935,62
    -457,42 (-1,73%)
     
  • NASDAQ

    11.610,50
    +81,00 (+0,70%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5587
    +0,0531 (+0,96%)
     

Coleção de arte é vendida por R$ 4,5 bilhões e vira a mais valiosa da história

Big old luxury antique black and golden frame in a galery
Coleção foi leiloada após um processo de divórcio (Getty Image)
  • Divórcio de Harry e Linda Macklowe fez com que as obras do casal fossem leiloadas

  • Coleção arrecadou US$ 922,2 milhões em vendas

  • Valor colocou o conjunto de obras como o mais caro do mundo

Quanto pode valer uma coleção de arte particular? A do ex-casal de ricaços Harry e Linda Macklowe conseguiu arrecadar US$ 922,2 milhões em vendas, o equivalente a mais de R$ 4,5 bilhões.

Com o fim da saga de leilões iniciada pelo divórcio dos dois, a parcela final de obras de arte rendeu US$ 246,1 milhões. O montante foi somado US$ 676 milhões do primeiro lote da coleção em novembro do ano passado, fazendo com que a venda torne esse conjunto o mais caro do mundo.

A comercialização das peças começou a partir de um processo de separação iniciado em 2018. Os dois brigaram nos tribunais por joias, carros, prata e até mesmo livros. Eventualmente, ambos perceberam que a maior riqueza do casal estava nas peças de arte.

A coleção de arte é a propriedade conjugal mais valiosa das partes”, afirmou a juíza da Suprema Corte do Estado de Nova York, Laura Drager, na decisão tomada em 2018. “As partes detêm significativamente menos em ações ou outros investimentos em comparação com o valor da coleção de arte. O marido testemunhou com credibilidade que a arte permitia a diversificação e era uma forma alternativa de investimento.”

Conforme informações apuradas pelo Bloomberg, o lote mais caro foi o que tinha uma pintura de campo colorida de Mark Rothko de 1960. Estimado entre US$ 35 milhões e US$ 50 milhões, o leiloeiro Oliver Barker começou a licitar na noite de segunda-feira em US$ 30 milhões e bateu o martelo com a oferta de US$ 41,5 milhões. Com prêmios, chegou a US$ 48 milhões.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos