Mercado abrirá em 5 h 36 min
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,11 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,12 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,30
    +0,40 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.833,90
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    58.879,86
    +781,68 (+1,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.568,68
    +132,90 (+9,26%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,26 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.147,01
    +17,30 (+0,24%)
     
  • HANG SENG

    28.545,51
    -65,14 (-0,23%)
     
  • NIKKEI

    29.518,34
    +160,52 (+0,55%)
     
  • NASDAQ

    13.662,00
    -47,75 (-0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3645
    -0,0006 (-0,01%)
     

Coingecko destaca BNB e crescimento do DeFi no primeiro tri de 2021

Rahul N.
·3 minuto de leitura

O relatório do primeiro trimestre da CoinGecko possui muitos insights sobre o que aconteceu no mercado durante os últimos três meses. Ele também traz detalhes sobre a dominância da Binance Coin (BNB) e do crescimento contínuo do DeFi.

A CoinGecko lançou um relatório de mercado para o primeiro trimestre de 2021. Ele revela tanto detalhes esperados quanto surpreendentes. O texto trata de vários tópicos, como tokens não-fungíveis (NFT), a popularidade surpreendente do BNB e uma análise detalhada da performance do setor de finanças descentralizadas (DeFi).

<a href="https://assets.coingecko.com/reports/2021-Q1-Report/CoinGecko-2021-Q1-Report.pdf" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Top 30 em volume por capitalização e mercado à vista (Jan 2020 – Abr 2021): Relatório do 1º tri CoinGecko" class="link rapid-noclick-resp">Top 30 em volume por capitalização e mercado à vista (Jan 2020 – Abr 2021): Relatório do 1º tri CoinGecko</a>

O relatório mergulha fundo na performance do mercado nos últimos três meses, que foi uma das mais fortes até o momento. Ao todo, as 30 maiores criptomoedas viram seu alcance subir 146%.

O volume de trading também cresceu 155%. A entrada da Coinbase no mercado de ações, o investimento da Tesla em Bitcoin e o interesse da Fidelity em lançar um ETF de Bitcoin são os fatores mais importantes.

<a href="https://assets.coingecko.com/reports/2021-Q1-Report/CoinGecko-2021-Q1-Report.pdf" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Bitcoin x Ouro x Top 5 ações da S&P 500" class="link rapid-noclick-resp">Bitcoin x Ouro x Top 5 ações da S&P 500</a>

Ele também compara o volume de capitalização do Bitcoin em relação a outros ativos e empresas. A criptomoeda, que vale US$ 1,1 trilhão, possui 10% do valor do ouro, 53,8% da Apple e está a 60,8% de superar a Microsoft.

BNB é a vencedora

Em relação a ativos específicos, alguns demonstraram evoluções interessantes. A performance tanto do Bitcoin quando do Ethereum foram encobertas pela Binance Coin (BNB).

<a href="https://assets.coingecko.com/reports/2021-Q1-Report/CoinGecko-2021-Q1-Report.pdf" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Top 5 de criptomoedas com melhores retornos (Jan – Abr 2021)" class="link rapid-noclick-resp">Top 5 de criptomoedas com melhores retornos (Jan – Abr 2021)</a>

A BNB teve a melhor performance, com ganhos de 710%, seguido pela Cardado (ADA) e Polkadot (DOT), com 555% e 294%, respectivamente.

Por conta disso, o relatório aponta a entrada em uma “temporada de altcoins”, com a liderança do Bitcoin com 5,7%, enquanto o Ethereum alcançou avanço de 13,1%. Outras criptomoedas, por outro lado, foram as que apresentaram melhor desempenho nas últimas semanas, incluindo stablecoins, que valorizaram US$ 32,6 bilhões em capitalização.

Ainda assim, o Bitcoin continua a ser o maior atrativo, com a CoinGecko reforçando o papel do BTC como hedge contra inflação. Políticas fiscais e taxas de juros baixas fizeram com que analistas se preocupem com inflação nos Estados Unidos e a crença é que o Bitcoin possa resistir a todos esses eventos.

DeFi apresenta salto de crescimento

A indústria de finanças descentralizadas (DeFi) também foi analisada cirurgicamente. O setor chamou a atenção de investidores, muitos deles atraídos por ganhos fortes e soluções inovadoras para empréstimos.

A capitalização do DeFi neste trimestre atingiu um recorde de US$ 95,7 bilhões, o que representa um aumento de 382% em relação ao início do ano. O setor cresceu ainda mais depois da publicação do relatório, atingindo a marca de US$ 123,4 bilhões.

<a href="https://assets.coingecko.com/reports/2021-Q1-Report/CoinGecko-2021-Q1-Report.pdf" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Dominância de TVL ETH x BSC (Jan – Abr 2021)" class="link rapid-noclick-resp">Dominância de TVL ETH x BSC (Jan – Abr 2021)</a>

O valor total de mercado das criptomoedas também valorizou, com o valor tanto do Ethereum quanto da Binance Smart Chain (BSC) crescendo US$ 72 bilhões por essa métrica. A BSC, por sua vez, recebeu destaque ao saltar de 3% para 27%.

Por outro lado, o texto lembra que o DeFi ainda deve enfrentar muitos desafios, muitos deles devido às taxas de rede e de escala. O Ethereum, que possui uma taxa maior que a BSC, procura soluções diferentes, como a Optimism e a Zk-Rollups, assim como a EIP-1559.

O artigo Coingecko destaca BNB e crescimento do DeFi no primeiro tri de 2021 foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.