Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.219,02
    -1.603,88 (-7,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

COI faz segunda videoconferência com a tenista Peng Shuai e combina encontro presencial em janeiro

·2 min de leitura

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira, o Comitê Olímpico Internacional (COI) informou que realizou uma segunda chamada de vídeo com a tenista Peng Shuai. A preocupação com o bem-estar da atleta cresceu após a WTA, o circuito feminino da elite do tênis mundial, anunciar a suspensão de torneios na China devido à situação.

Estrela do tênis chinês e presente em três edições dos Jogos Olímpicos, Peng Shuai foi aos holofotes do cenário internacional após acusar o ex-vice-premiê chinês, Zhang Gaoli, de obrigá-la a fazer sexo com ele. A denúncia, publicada nas redes sociais, foi apagada, e a tenista foi dada como desaparecida cerca de três semanas. O sumiço gerou preocupação global por sua segurança.

O COI conversou com a atleta pela primeira vez no último dia 21, mas o caso ainda segue envolto em preocupação. Após a segunda chamada, o presidente da intituição, o comitê anunciou que pretende encontrá-la pessoalmente no mês que vem.

— Oferecemos um amplo suporte a ela e permaneceremos em contato. Já acertamos um encontro pessoal em janeiro. Peng parece estar segura e bem, apesar da situação difícil em que se encontra.

A primeira informação sobre Shuai veio de um jornal controlado pelo Partido Comunista chinês. Num vídeo, a tenista aparece comendo em um restaurante e participando de um evento de tênis em Pequim.

Órgãos internacionais de direitos chegaram a criticar a primeira atuação do COI, alegando que a atleta poderia estar sendo coagida na primeira chamada.

WTA se posiciona

Em nota assinada pelo presidente da entida, Steve Simon, a WTA comunicou que suspendeu os torneios de tênis na China. Vale lembrar que o país será anfitrião dos Jogos Olímpicos de Inverno, marcados para Pequim, em fevereiro de 2022.

"Em sã consciência, não vejo como posso pedir aos nossos atletas para competir lá, quando Peng Shuai não tem permissão para se comunicar livremente e aparentemente foi pressionada a contradizer sua alegação de agressão sexual. Dada a situação atual, também estou muito preocupado com os riscos que todos os nossos jogadores e equipe poderiam enfrentar se realizássemos eventos na China em 2022", disse Simon.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos