Mercado fechado

Cogna, holding da Kroton, confirma oferta de ações da Vasta nos EUA

Raquel Brandão

Unidade de serviços de educação para escolas espera levantar R$ 1,5 bi em IPO na Nasdaq A Cogna, holding que reúne Kroton e outros negócios na área educacional, confirmou nesta sexta-feira que considera fazer uma oferta pública de distribuição de ações nos Estados Unidos de sua subsidiária Vasta Educação, que presta serviços para escolas e é dona dos sistemas de ensino Anglo e pH e das editoras Saraiva, Ática e Scipione.

Reportagem publicada hoje no Valor informa que a empresa espera levantar R$ 1,5 bilhão numa oferta inicial de ações na Nasdaq, em Nova York, no início de 2020.

A Cogna informa que contratou assessores financeiros para assessorá-la na preparação, análise e determinação dos termos e condições para eventual oferta.

“Estão sendo realizados, ainda, atos preparatórios para a reorganização societária que pretende segregar os negócios para uma única holding controlada pela companhia. Tal holding será o veículo da oferta”, diz o comunicado da Cogna.

Efeito nas ações da Cogna

Os analistas do banco Citi avaliam de forma positiva a potencial oferta pública da Vasta em Nova York. Eles acreditam que a operação pode levar à alta das ações da Cogna para cerca de R$ 13 — o equivalente a um valor de mercado de R$ 4 bilhões.

Por outro lado, algum desconto da holding após a reorganização societária poderia pesar nas ações, dada a percepção de maior complexidade. Ainda assim, eles acreditam que a notícia da oferta pública se manterá como principal fator de atenção dos investidores.

De acordo com os analistas, a possibilidade uma oferta pública de ações da Vasta não é uma surpresa, uma vez que a companhia já havia anunciado que estudava alternativas à empresa.