Mercado fechado

Cogna avalia oferta de ações da Vasta nos EUA

Por Paula Arend Laier

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Cogna , ex-Kroton Educacional, informou nesta sexta-feira que considera realizar eventual oferta de ações nos Estados Unidos de sua subsidiária que concentrará determinadas operações de soluções de ensino em educação básica.

A companhia disse que está tomando as medidas necessárias para viabilizar a oferta e que já contratou assessores financeiros para a preparação, análise e determinação dos termos e condições para eventual operação.

As ações da Cogna chegaram a subir quase 6% no melhor momento da sessão na véspera, após o site Brazil Journal noticiar que a Cogna contratara um sindicato de bancos para liderar o IPO da Vasta, seu negócio de sistemas de ensino e serviços para escolas de educação básica.

De acordo com o Brazil Journal, o sindicato é formado por Goldman Sachs, Morgan Stanley, Bank of America e Itaú BBA. E pelo menos mais um banco deve participar da oferta.

Nesta sexta-feira, por volta das 10:50, os papéis da companhia tinham valorização de 0,95%, a 10,64 reais, enquanto o Ibovespa cedia 0,08%.

A Guide Investimentos considerou o anúncio positivo, conforme nota enviada a clientes nesta sexta-feira.

"Após a aquisição da Somos, a alavancagem financeira da companhia permaneceu em patamares elevados. Com isso, o IPO da operação seria positivo para reduzir o endividamento da companhia, destravar valor de uma operação que está mal precificada dentro da estrutura da Cogna, e permitir que a companhia possa voltar a um ciclo de aquisições", afirmou.

De acordo com o fato relevante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), estão sendo realizados atos preparatórios para a reorganização societária que pretende segregar a subsidiária para uma única holding controlada pela Cogna.

"Tal holding será o veículo da oferta, caso seja lançada", disse a empresa.

A Cogna ponderou que a efetiva realização da oferta e a definição sobre seu volume estão sujeitas a fatores como aprovações societárias competentes e condições políticas e macroeconômica favoráveis, entre outros.