Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.930,21
    +372,54 (+0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.898,36
    -19,92 (-0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,42
    +0,37 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.786,30
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    50.760,37
    -351,78 (-0,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.324,34
    +19,22 (+1,47%)
     
  • S&P500

    4.691,70
    +4,95 (+0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.691,74
    -27,69 (-0,08%)
     
  • FTSE

    7.337,05
    -2,85 (-0,04%)
     
  • HANG SENG

    23.996,87
    +13,21 (+0,06%)
     
  • NIKKEI

    28.860,62
    +405,02 (+1,42%)
     
  • NASDAQ

    16.356,75
    +38,75 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2858
    -0,0539 (-0,85%)
     

Cofundador da Apple diz que "não vê diferença" entre iPhone 12 e 13

·2 min de leitura

Lançados em setembro deste ano, os iPhone 13 não parecem ter impressionado Steve Wozniak, cofundador da Apple. Em entrevista concedida recentemente ao Yahoo, ele afirmou que "usa o novo iPhone, mas não consegue perceber diferenças" em relação a modelos apresentados em anos anteriores pela companhia de Cupertino.

Steve Wozniak ajudou a criar a Apple nos anos 1970, e permaneceu até 1985 (Imagem: Reprodução/Gage Skidmore)
Steve Wozniak ajudou a criar a Apple nos anos 1970, e permaneceu até 1985 (Imagem: Reprodução/Gage Skidmore)

Ele ainda disse que "o software que há nele é compatível com modelos mais antigos" — o que é verdade, já que o iOS 15 presente nos quatro modelos de iPhone 13 pode ser instalado até mesmo no iPhone 6S, lançado em 2015. A Apple decidiu não implementar grandes mudanças de visual ou recursos nos seus últimos celulares, o que gerou algumas críticas pontuais de especialistas e clientes, apesar da percepção positiva em relação à qualidade dos celulares.

Além das atualizações em componentes internos, como o processador A15 Bionic e a versão com 1 TB de armazenamento interno, a marca também começou a adotar telas de 120 Hz nos modelos Pro — tecnologia que batizoude ProMotion —, além de novos recursos nas câmeras (como o Modo Cinema), melhor autonomia de bateria e visual ligeiramente modificado com notch mais compacto, e um maior módulo para as lentes traseiras.

Entre as novidades dos novos iPhones estão a tela de 120 Hz e o Modo Cinema para as câmeras (Imagem: Divulgação/Apple)
Entre as novidades dos novos iPhones estão a tela de 120 Hz e o Modo Cinema para as câmeras (Imagem: Divulgação/Apple)

Wozniak também afirmou que "se preocupa com tamanho [do dispositivo], mas não estuda sobre isso" e indicou que, no fundo, sua maior preocupação é com a qualidade geral da experiência de uso dos produtos. A linha iPhone 13 não trouxe mudanças nas dimensões gerais dos aparelhos, já que os modelos seguem variando entre 5,4 e 6,7 polegadas. Esses aspectos deverão ser renovados na série iPhone 14, de acordo com rumores já publicados anteriormente.

Não é a primeira vez que o cofundador da Apple critica as características de novas gerações dos smartphones da marca. Em 2017, Wozniak afirmou que o iPhone X seria o primeiro que ele não compraria logo após o evento de lançamento — na época, ele afirmou: "estou feliz com o o iPhone 8, que é igual ao iPhone 7, que é igual ao iPhone 6". Apesar das declarações de Woz, o smartphone daquele ano representou algumas mudanças estruturais importantes, como a adoção do entalhe na parte superior do display, característica presente nos celulares da marca até hoje.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos