Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.038,11
    +2.117,50 (+1,77%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.249,02
    +314,11 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,82
    +0,11 (+0,17%)
     
  • OURO

    1.832,00
    +16,30 (+0,90%)
     
  • BTC-USD

    58.695,31
    +190,34 (+0,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.480,07
    +44,28 (+3,08%)
     
  • S&P500

    4.232,60
    +30,98 (+0,74%)
     
  • DOW JONES

    34.777,76
    +229,23 (+0,66%)
     
  • FTSE

    7.129,71
    +53,54 (+0,76%)
     
  • HANG SENG

    28.610,65
    -26,81 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    29.357,82
    +26,45 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    13.715,50
    +117,75 (+0,87%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3651
    -0,0015 (-0,02%)
     

Cobre se aproxima dos US$ 10.000 a tonelada, nível não visto em dez anos

·1 minuto de leitura
Preço do cobre

O preço do cobre se aproximou dos 10.000 dólares a tonelada nesta terça-feira (27) nos mercados, devido à insaciável demanda chinesa e ao dólar fraco, além dos temores que assombram a oferta.

O preço do metal vermelho chegou a 9.965 dólares a tonelada no mercado de metais de Londres, um nível desconhecido desde 2 de março de 2011, antes de voltar a cair um pouco.

Em 15 de fevereiro de 2011 o metal havia atingido a cifra recorde de 10.190 dólares.

O minério de ferro também está subindo de forma vigorosa e nesta terça chegou ao seu nível mais alto até agora, 193,85 dólares tonelada, segundo o índice compilado pela S&P Platts desde o fim dos anos 2000.

Para Alastair Munro, da Marex Spectron, o contexto é mais do que favorável, graças à "fragilidade do dólar americano", que propicia a compra de metais, cotados nesta moeda.

A moeda americana se desvalorizou em 2,5% desde o começo do mês de abril em uma cesta com o restante das principais divisas.

bp-js/ved/els/jz/mb/mvv