Mercado abrirá em 7 h 14 min

Co-fundador da Wikipedia lança rede social livre de anúncios

Nathan Vieira

O co-fundador da Wikipédia, Jimmy Wales, desenvolveu uma rede social chamada WT: Social, que opera basicamente do mesmo jeito que a enciclopédia virtual, ou seja, sem publicidade, apenas com doações. Apesar disso, não há ligação empresarial entre as duas plataformas.

A rede social foi ao ar pela primeira vez no mês passado e, atualmente, está chegando a 50 mil usuários. Isso acontece porque a empresa está fornecendo o acesso lentamente, então o usuário fica numa lista de espera até ser convidado. Quem tiver pressa, deve pagar 13 dólares por mês ou US$ 100 por ano para ter acesso imediatamente.

Em entrevista ao Financial Times, Wales disse que o modelo de negócios das demais redes sociais, dependendo de publicidade, é problemático, e ressaltou o conteúdo de baixa qualidade. Por enquanto, a interface do WT: Social consiste em um feed bem simples composto por notícias e comentários. Isso porque a rede é, na verdade, um desdobramento do projeto anterior intitulado WikiTribune , que buscava ser um site de notícias global composto por jornalistas profissionais e contribuintes cidadãos. Tanto o WikiTribune quanto o WT: Social enfatizam o combate às fake news.

Além disso, o usuário também pode participar de vários SubWikis, que são como grupos do Facebook ou os subreddits do Reddit. Na rede, também é possível adicionar hashtags a uma postagem ou seguir hashtags para interesses mais específicos, que podem abranger mais de um SubWiki. Atualmente, as postagens são classificadas cronologicamente, mas o site planeja adicionar um sistema para os usuários promoverem histórias de qualidade.

Enfrentar o Facebook e o Twitter não é tarefa fácil, mas Wales parece ter uma abordagem mais focada para o WT: Social, visando conteúdo significativo e esperando construir comunidades menores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: