Mercado abrirá em 9 h 24 min
  • BOVESPA

    116.134,46
    +6.097,67 (+5,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.429,75
    +802,95 (+1,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,69
    +0,06 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.705,10
    +3,10 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    19.577,29
    +412,47 (+2,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,31
    +9,96 (+2,29%)
     
  • S&P500

    3.678,43
    +92,81 (+2,59%)
     
  • DOW JONES

    29.490,89
    +765,38 (+2,66%)
     
  • FTSE

    6.908,76
    +14,95 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.840,75
    +624,96 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    11.373,75
    +88,00 (+0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0782
    +0,0043 (+0,08%)
     

CNI impulsiona indústria para responder pesquisa do IBGE

***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL.-  18.08.2022 - Acompanhamento do trabalho em campo dos recenseadores do IBGE na comunidade de Paraisópolis.(foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
***ARQUIVO*** SÃO PAULO, SP, BRASIL.- 18.08.2022 - Acompanhamento do trabalho em campo dos recenseadores do IBGE na comunidade de Paraisópolis.(foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Em meio à crise enfrentada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nas operações do censo, com rescisões dos contratos temporários devido à demora do pagamento aos agentes, a CNI (Confederação Nacional da Indústria) dará reforço a outra pesquisa do instituto.

Nesta sexta-feira (26), a entidade vai intensificar o corpo a corpo para que indústrias com mais de cem funcionários respondam à Pintec Semestral (pesquisa de inovação).

O levantamento reúne informações para que sejam feitos os indicadores sobre inovação nas empresas brasileiras e outros temas semelhantes. Embora o período de referência seja anual, a coleta e a divulgação são feitas por semestre. Para participar da pesquisa, as próprias empresas preenchem um questionário eletrônico.

De acordo com a CNI, o estudo serve para que o empresariado e o poder público tenham um diagnóstico atualizado do estágio da inovação no Brasil, com indicadores robustos e representativos da indústria. A entidade também diz que o levantamento vai ampliar as fontes de financiamento.