Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.909,03
    -129,08 (-0,11%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.867,15
    +618,13 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    64,81
    -0,11 (-0,17%)
     
  • OURO

    1.835,80
    -1,80 (-0,10%)
     
  • BTC-USD

    56.384,46
    -1.787,99 (-3,07%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.491,36
    -69,93 (-4,48%)
     
  • S&P500

    4.188,43
    -44,17 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    34.742,82
    -34,94 (-0,10%)
     
  • FTSE

    7.123,68
    -6,03 (-0,08%)
     
  • HANG SENG

    28.595,66
    -14,99 (-0,05%)
     
  • NIKKEI

    29.226,31
    -292,03 (-0,99%)
     
  • NASDAQ

    13.324,75
    -32,00 (-0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3422
    +0,0020 (+0,03%)
     

Clubhouse: downloads seguem em queda livre após pico de 9,6 milhões em fevereiro

Felipe Gugelmin
·2 minuto de leitura

Apoiado por celebridades como Elon Musk, a rede social baseada em conversas por voz Clubhouse passou por uma redução considerável em seu número de downloads nos últimos meses. Segundo a Sensor Tower, enquanto o app registrou um pico de 9,6 milhões de transferências em fevereiro deste ano, somente 922 mil downloads foram realizados em abril.

Os números seguem a tendência de queda que já havia sido registrada em março, quando 2,7 milhões de pessoas o haviam baixado. Os 922 mil downloads representam uma queda de 66% em relação ao mês anterior e mostram que a popularidade da rede social está desacelerando rapidamente seu crescimento.

Imagem: Divulgação/Clubhouse
Imagem: Divulgação/Clubhouse

Apesar das quedas registradas, a Sensor Tower afirma que a rede social tem mostrado uma retenção de usuários forte. Recentemente, a plataforma anunciou uma parceria com o sistema de pagamentos Stripe para incentivar que criadores de conteúdo fiquem na rede social e sejam recompensados por seus esforços.

Concorrentes apostam no formato de áudio

Adotado principalmente por celebridades do Vale do Silício, o Clubhouse se diferencia tanto por permitir somente a comunicação por mensagens de voz quanto por se apresentar como uma rede exclusiva, na qual só entra quem tiver um convite (o que deve mudar no futuro). Desde seu lançamento, o serviço já inspirou a adição de recursos semelhantes em plataformas como o Twitter, que iniciou os testes de seu Spaces em dezembro.

Concorrentes como Facebook — com suas Live Audio Rooms — e o Reddit (com o Talk) também apostam em soluções próprias para tentar conquistar parte do público atraído pela rede social. Outro elemento que tem ajudado os concorrentes é o fato de o aplicativo do Clubhouse estar disponível somente para iOS, embora os testes Beta para Android já tenham sido iniciados e um lançamento oficial possa ocorrer em breve.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: