Mercado fechado

Clube da Sedução | A história da casa de striptease que inspirou série do Star+

Acaba de chegar ao Star+ mais um série baseada em acontecimentos reais: Bem-Vindos ao Clube da Sedução. A trama, original do Hulu, conta a história de Somen "Steve" Banerjee, um imigrante indiano que criou um império multimilionário.

Bem-Vindos ao Clube da Sedução é uma série criada por Robert SIegel, também responsável por Pam & Tommy, e é protagonizada por Kumail Nanjiani, conhecido por filmes como Doentes de Amor e Eternos.

Se você já assistiu à série ou ainda pretende maratonar, que tal conhecer mais sobre a história real? Saiba o que aconteceu de verdade durante a criação da primeira casa de striptease do mundo.

<em>Somen Banerjee foi o fundador do clube (Imagem: Divulgação/Hulu/Star+)</em>
Somen Banerjee foi o fundador do clube (Imagem: Divulgação/Hulu/Star+)

Quem é Steve?

A série conta a história de Steve, ou Somen Banerjee, um imigrante indiano, mais precisamente da cidade de Bombaim. Em busca de conquistar o famoso "sonho americano", ele tinha o objetivo de transformar o bar Destiny II, em Los Angeles, em um clube de striptease masculino chamado Chippendales.

Focando no público feminino, o local se tornou o primeiro exclusivo de striptease masculina do mundo, e no começo dos anos 1980 começou a fazer um sucesso gigantesco. O negócio arrecadou milhões de dólares graças ao público, com shows no local e em turnês, investindo até mesmo em danças mais elaboradas ou exóticas.

As turnês do Chippendales aconteciam também em outras cidades dos Estados Unidos, como em Nova York, Denver e Dallas, chegando até mesmo na Europa. Com tamanho sucesso do clube, logo a concorrência começou a aparecer, criando uma rivalidade perigosa e expondo alguns crimes.

<em>O clube ganhou sucesso mundial (Imagem: Divulgação/Hulu/Star+)</em>
O clube ganhou sucesso mundial (Imagem: Divulgação/Hulu/Star+)

Crime

A casa de striptease começou a cair em 1987, quando Nick De Noia, produtor de televisão vencedor do Emmy por Unicorn Tales, foi encontrado morto no local. Nick era contratado de Chippendales para coreografar, produzir e dirigir as turnês.

De Noia foi encontrado com um tiro no rosto, e a desconfiança começou a cair em cima de Banerjee. Em 1993, o fundador do clube já estava na prisão respondendo por diversos crimes, como incêndio criminoso, extorsão e assassinato. Então, foi descoberto que Banerjee contratou um ex-policial chamado Ray Colon para assassinar De Noia.

Colon, no entanto, contratou Gilberto Rivera para cometer o crime por ele. A motivação seria o sucesso que o clube estaria fazendo em Nova York, comandado por De Noia, que pagou a Banjeree pelo direito de usar o nome Chippendale, e o indiano ficou frustrado ao ver o sucesso do parceiro e quis acabar com isso.

<em>O sonho se tornou um pesadelo (Imagem: Divulgação/Hulu/Star+)</em>
O sonho se tornou um pesadelo (Imagem: Divulgação/Hulu/Star+)

Banerjee também se envolveu com proibições de concorrência e planejou o assassinato de outras pessoas, como ex-dançarinos que foram trabalhar em outros lugares. Colon começou a ajudar o FBI nas investiações, fazendo com que o empresário começasse a confessar os crimes que cometeu ou tentou cometer.

Por ter se declarado culpado, Steve, na época com 47 anos, pegaria 26 anos de prisão. Mas, em 1994, poucas horas antes de receber a sentença, se matou.

Assista ao trailer da série Bem-Vindos ao Clube da Sedução:

A história do empresário indiano já pode ser assistida na série Bem-Vindos ao Clube da Sedução, disponível no Star+ em episódios semanais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: