Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.126,51
    +442,96 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,87
    +0,60 (+1,15%)
     
  • OURO

    1.855,00
    -1,20 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    32.204,24
    -1.243,01 (-3,72%)
     
  • CMC Crypto 200

    648,29
    -28,61 (-4,23%)
     
  • S&P500

    3.855,36
    +13,89 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    30.960,00
    -36,98 (-0,12%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.464,25
    +102,75 (+0,77%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6374
    -0,0146 (-0,22%)
     

Clube do Catar 'abre o cofre' para tirar Abel Ferreira do Palmeiras; Técnico se posiciona

Nathalia Almeida
·1 minuto de leitura

Nem mesmo em uma semana marcada por vitórias expressivas contra Athletico e Delfín (EQU) por Brasileirão e Libertadores, respectivamente, o Palmeiras teve total sossego em seus bastidores. Isso porque, nesta quinta-feira (3), tornou-se de conhecimento público que Abel Ferreira, um dos principais responsáveis pelo grande momento vivido pelo clube, está na mira do Mundo Árabe.

De acordo com a apuração da Goal.com, o técnico português de 41 anos foi sondado e chegou a receber proposta oficial do Al Rayyan, do Catar, no início desta semana. Os valores apresentados pelo clube catari estão bem acima dos vencimentos de Abel Ferreira na Academia de Futebol: US$ 5 milhões (aproximadamente R$ 26 milhões) por temporada, em um contrato de dois anos.

2020 Brasileirao Series A: Palmeiras v Athletico PR | Alexandre Schneider/Getty Images
2020 Brasileirao Series A: Palmeiras v Athletico PR | Alexandre Schneider/Getty Images

Além disso, os dirigentes do Al Rayyan se dispuseram a pagar a multa rescisória estabelecida no contrato de Abel Ferreira com o Palmeiras, o que deixaria o clube paulista 'de mãos atadas' diante da negociação. Para alívio da alta cúpula, jogadores e torcedores alviverdes, o comandante português não se mostrou interessado em rumar ao Mundo Árabe, reiterando sua vontade de seguir o projeto em curso e conquistar títulos na Academia de Futebol já nesta temporada. Ele tem contrato com o Verdão até o final de 2022 e se mostra cada vez mais adaptado e feliz no Brasil e no novo clube.