Mercado abrirá em 1 h 39 min
  • BOVESPA

    113.430,54
    +1.157,53 (+1,03%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.564,27
    +42,84 (+0,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,85
    -0,02 (-0,03%)
     
  • OURO

    1.940,40
    -4,90 (-0,25%)
     
  • BTC-USD

    23.024,64
    +143,09 (+0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    524,33
    +5,54 (+1,07%)
     
  • S&P500

    4.076,60
    +58,83 (+1,46%)
     
  • DOW JONES

    34.086,04
    +368,95 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.779,66
    +7,96 (+0,10%)
     
  • HANG SENG

    22.072,18
    +229,85 (+1,05%)
     
  • NIKKEI

    27.346,88
    +19,77 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.115,75
    -36,25 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5277
    +0,0121 (+0,22%)
     

Clonagem de cavalos abre caminho para esportes equestres na China

Um laboratório da China apresentou, nesta quinta-feira (12), em Pequim, uma potranca clonada, o primeiro animal deste tipo no país asiático, em um projeto de reprodução para esportes equestres.

Desde o início dos anos 2000, diversos países já praticam a clonagem de puros-sangues e de cavalos de raça, com objetivo de realizar melhorias genéticas.

A potranca Zhuang Zhuang, nascida em junho de uma égua portadora, é um clone de um animal importado da Alemanha e sua gestação foi conduzida pelo laboratório Sinogene na capital chinesa.

Da cor preta, é o primeiro equino "de sangue quente" nascido na China e a ter sido oficialmente homologado pela Associação da Indústria Equestre do país.

O termo "sangue quente" se aplica geralmente a raças de cavalo de temperamento vivo e rápido.

Os esportes equestres, especialmente o hipismo, estão se desenvolvendo na China. Mas a escassez de cavalos de bom rendimento e o atraso na tecnologia para melhorar as raças limitam o avanço desta atividade.

"Falei com cavaleiros [chineses] que participam dos Jogos Olímpicos. Todos têm mais de um cavalo, em geral dois ou três. Cada cavalo custa de alguns milhões a 10 milhões de iuanes", ou seja, até mais de 1 milhão de dólares aproximadamente, declarou à AFP Mi Jidong, diretor da Sinogene.

"A clonagem pode ajudar a reduzir o preço da reprodução e da criação de cavalos", acrescentou.

Criar cavalos competitivos na China mediante a clonagem fará com que o gigante asiático dependa menos das caras importações de equinos e possa desenvolver mais o setor de esportes equestres.

O primeiro cavalo clonado no mundo nasceu na Itália, em 2003.

ehl/ka/lpt/es/mb/rpr/mvv