Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.893,84
    -73,29 (-0,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Clientes de empresa acusada de pirâmide preparam manifestação em apoio a líder preso

·3 minuto de leitura
Carros em carreata Gas Consultoria
Carros em carreata Gas Consultoria

Uma carreata está sendo organizada por clientes da Gas Consultoria na Região dos Lagos no Rio de Janeiro, em apoio a empresa apontada como um grande esquema de pirâmide financeira por autoridades brasileiras.

Vale notar que a Operação Kriptos deflagrada pela Polícia Federal na última quarta-feira (25) prendeu o principal líder do possível esquema, além de outros envolvidos com a empresa. Atuando principalmente em Cabo Frio, a Gas Consultoria prometia retornos de 10% ao mês com supostas operações com Bitcoin.

Leia também:

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão, além de prisões preventivas, cerca de R$ 150 milhões em Bitcoin foram apreendidos. O caso segue sob investigação das autoridades, que terão agora mais materiais a disposição para entender como funcionava o esquema.

Contudo, mesmo com toda a repercussão do caso e os indícios de que uma fraude financeira estava sendo cometida no mercado financeiro nacional, os clientes seguem apoiando a empresa.

Carreata em prol de líder da Gas Consultoria está sendo organizada

Em Cabo Frio, clientes inconformados com o fim trágico da Gas Consultoria já planejam uma atitude contra a Operação Kriptos, deflagrada pela Polícia e Ministério Público Federal na última quarta.

Dessa forma, os clientes planejam uma carreata na principal praia de Cabo Frio, a Praia do Forte, para esta quinta-feira (26), com horário marcado para às 17 horas, segundo informações do RLagos, portal local da cidade.

“Um empresário que não quis se indentificar, também investidor da empresa, disse que essa manifestação é muito importante para dar apoio a solução de Glaidson, e que se sente muito triste com a operação, visto que a empresa sempre honrou com seus compromissos e que o mercado de criptomoedas ainda não é de conhecimento pleno das autoridades.”

Vale notar que a Gas Consultoria prometia rendimentos de 10% fixos ao mês. Ou seja, com a captação de clientes com sistemas de marketing multinível e promessas altas, o esquema tem grandes características de pirâmide financeira.

Com a carreata então, a população local espera fazer pressão sobre autoridades nacionais, que atuaram no encerramento da empresa. Além de milhões em Bitcoin apreendidos, dinheiro em espécie, barras de ouro e equipamentos eletrônicos foram levados dos suspeitos.

Síndrome de Estocolmo?

Não está claro se essa carreata em prol da Gas Consultoria é algo similar a uma “Síndrome de Estocolmo”, caracterizada como um estado psicológico onde as pessoas sentem simpatia pelos seus agressores, ou se é apenas uma esperança de que o negócio se mantenha por mais tempo até que seja possível sacar seus investimentos.

A medida desesperada dos clientes, contudo, já foi vista em vários finais de pirâmides financeiras no Brasil.

Quando a Unick Forex acabou após a Operação Lamanai em 2019, por exemplo, alguns clientes buscaram organizar uma vaquinha para arrecadar dinheiro e pagar a fiança dos líderes. Com a intenção de arrecadar R$ 600 mil, o negócio acabou angariando apenas R$ 1 mil, mostrando que a maior parte das vítimas já sabiam que não havia mais volta.

Ou seja, quando as pirâmides acabam, é comum que alguns ainda mantenham a confiança por mais algum tempo, fato que pode estar se repetindo com o iminente fim da Gas Consultoria e a carreata que está sendo organizada por alguns líderes.

Vale lembrar que no Código Penal Brasileiro, artigo n.º 287, fazer apologia a um fato criminoso também é crime, passível de multa e detenção.

“287 – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime: Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.”

O Livecoins procurou a Polícia Federal do Rio de Janeiro para comentar sobre a prisão de Glaidson dos Santos, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos