Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.919,92
    -1,09 (-0,00%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

“Clientes da Binance devem sacar fundos imediatamente”, diz CVM da Malásia

·2 minuto de leitura
Mão segurando Bitcoin e bandeira da Malásia
Mão segurando Bitcoin e bandeira da Malásia

A CVM da Malásia afirma que os investidores de criptomoedas devem sacar seus fundos imediatamente da Binance, que receberá medidas coercitivas em breve.

A nova ofensiva contra a Binance acontece após o anúncio da corretora de se adequar as legislações dos países em que atua. Além disso, até a suspensão de serviços de derivativos foi anunciado pela corretora nesta sexta-feira (30) em países da Europa.

A Malásia é um país que já havia feito alertas contra a Binance no passado, avisando investidores que a operação da corretora funcionava sem autorização.

CVM da Malásia pede que investidores de Bitcoin com conta na Binance saquem imediatamente seus fundos

A Comissão de Valores Mobiliários da Malásia havia alertado contra a Binance em 2020, um dos primeiros países a fazer esse movimento para investidores locais.

Com a continuação da operação da Binance no país, a Securities Commission Malaysia (SC) anunciou hoje que irá tomar ações de coação contra a corretora de Bitcoin.

“O SC emitiu uma reprimenda pública contra a Binance por continuar a operar ilegalmente na Malásia, apesar de estar incluído na Lista de Alerta do Investidor do SC em julho de 2020.”

Foram incluídos no alerta a Binance Holdings Limited (das Ilhas Cayman e Reino Unido), o CEO Changpeng Zhao, a Binance UAB (Lituânia) e Binance Asia Services Pte Ltd (Singapura).

A corretora agora terá 14 dias úteis para desativar o site (www.binance.com) e aplicativos para investidores da Malásia, prazo que começou a contar no dia 26 de julho.

Todas as atividades de mídia no país devem parar imediatamente, assim como o grupo no Telegram para investidores malaios.

Os investidores foram encorajados a sacar imediatamente os fundos da Binance pela autoridade.

“Aqueles que atualmente têm contas na Binance são fortemente encorajados a cessar imediatamente a negociação por meio de suas plataformas e a retirar todos os seus investimentos imediatamente.”

Pressão também na Europa pesa contra Binance

Na Europa a pressão contra a maior corretora do mundo também está forte. Nesta sexta, por exemplo, foi anunciado o fim do suporte a produtos de derivativos na Itália, Alemanha e Holanda.

“Maior corretora de criptomoedas Binance diz que interromperá suas ofertas de futuros e derivativos na Europa. Binance diz que seus usuários da Alemanha, Itália e Holanda terão, com efeito imediato, não estão autorizados a abrir contas de futuros e derivativos”.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Nos últimos dias, o CEO da Binance até colocou seu cargo a disposição, mostrando que a corretora está disposta a atender as regulamentações de países que atua. Ao que parece, o movimento contra a corretora é global, com uma escalada nos últimos dias.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos