Mercado fechará em 1 h 43 min
  • BOVESPA

    109.341,47
    +1.962,55 (+1,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.574,20
    +307,00 (+0,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,02
    +1,96 (+4,55%)
     
  • OURO

    1.801,30
    -36,50 (-1,99%)
     
  • BTC-USD

    19.256,09
    +804,13 (+4,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    381,97
    +12,22 (+3,31%)
     
  • S&P500

    3.631,34
    +53,75 (+1,50%)
     
  • DOW JONES

    30.078,72
    +487,45 (+1,65%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.588,20
    +102,00 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    26.165,59
    +638,22 (+2,50%)
     
  • NASDAQ

    12.017,75
    +112,50 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3975
    -0,0428 (-0,66%)
     

Clientes de app de ônibus lotam e-mail de agência de transportes

JOANA CUNHA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) recebeu cerca de 100 mil e-mails pedindo proteção ao serviço da Buser, empresa de venda online de viagens rodoviárias. As mensagens foram uma resposta à consulta pública aberta no mês passado sobre as regras para o fretamento de ônibus. Para pressionar a agência, a empresa pediu para os clientes se manifestarem. A legislação atual veda a venda de passagem individual de ônibus fretado e impede que empresas não permissionárias façam rotas regulares no estado, o que poderia levar à apreensão de veículos que prestam serviço à Buser. O trecho em debate sugere que as companhias informem à agência sobre trajeto e viajantes com 48 horas de antecedência, em vez de uma hora, como é hoje. Em nota, a Artesp diz que todos os e-mails com sugestões serão analisados.