Mercado fechará em 2 h 42 min
  • BOVESPA

    118.311,25
    +930,76 (+0,79%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.687,10
    -439,41 (-0,97%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,50
    -0,27 (-0,51%)
     
  • OURO

    1.852,20
    -3,00 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    31.592,96
    -448,47 (-1,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    635,43
    -11,89 (-1,84%)
     
  • S&P500

    3.855,83
    +0,47 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    30.972,00
    +12,00 (+0,04%)
     
  • FTSE

    6.654,92
    +16,07 (+0,24%)
     
  • HANG SENG

    29.391,26
    -767,75 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.546,18
    -276,11 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    13.498,00
    +22,50 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5158
    -0,1204 (-1,81%)
     

Cliente sem máscara é barrado em supermercado e agride segurança

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Cliente sem máscara agride segurança de supermercado em Campo Limpo Paulista (SP)

O cliente de um supermercado de Campo Limpo Paulista, interior de São Paulo, foi impedido de entrar no estabelecimento comercial e agrediu o segurança do local. O caso foi registrado na última quinta-feira (24), no supermercado Ricoy.

Imagens de câmeras de segurança publicadas pelo portal G1 mostram quando começa a confusão, seguida de agressão, até o momento em que o homem é contido pelos seguranças.

Leia também

No vídeo, o cliente entra no supermercado sem máscara e conversa com um dos seguranças. Ele vai para o interior da loja enquanto o funcionário fala pelo radiocomunicador e ameaça ir atrás do homem, mas volta para a entrada da loja.

Em seguida, o cliente volta, se aproxima do segurança e começa a falar bem perto do rosto dele. Outro agente chega onde os dois estão discutindo quando começa a briga, até o momento em que o homem é contido.

O mercado informou que condena a violência, “mas está empenhado em garantir a saúde e o bem estar de todos que frequentam nossas lojas protegidos”. Ainda de acordo com o estabelecimento, um procedimento legal será aberto “para garantir que não haja distorções dos fatos e que os culpados sejam devidamente punidos”.

"O Ricoy, desde o início da pandemia da Covid-19, atuou de forma preventiva para que suas lojas se adequassem a todos os padrões de prevenção contra disseminação da doença. Em cumprimento às normas vigentes que buscam a proteção da saúde da população, em nossas lojas é proibida a entrada sem máscara. A orientação, portanto, é impedir acesso de quem tenta burlar a determinação. No caso em questão, a pessoa insistiu em entrar e ao ser impedido, passou a agredir o funcionário de forma acintosa. A situação infelizmente deteriorou-se para as vias de fato", diz o Ricoy.