Mercado abrirá em 9 h 7 min
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    80,85
    -1,81 (-2,19%)
     
  • OURO

    1.804,10
    +5,30 (+0,29%)
     
  • BTC-USD

    58.862,56
    -1.655,28 (-2,74%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.410,41
    -63,92 (-4,34%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.524,68
    -104,06 (-0,41%)
     
  • NIKKEI

    28.825,62
    -272,62 (-0,94%)
     
  • NASDAQ

    15.605,00
    +17,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4203
    -0,0044 (-0,07%)
     

Civic com asas? Carro voador da Honda pode se tornar realidade em até 10 anos

·2 minuto de leitura

A Honda anunciou na última semana que fará investimentos na ordem dos US$ 45 bilhões em carros voadores elétricos, foguetes e robôs. E mesmo sem dizer quanto desse montante irá para cada produto, fez questão de revelar que está desenvolvendo um eVTOL (veículo elétrico com decolagem vertical) com capacidade para viagens regionais completamente limpas e seguras. A ideia é que, se tudo der certo, eles estejam voando por aí em 2030.

O histórico da Honda com aeronaves não é tão recente. A fabricante japonesa já se aventurou no desenvolvimento de aviões com seu longínquo Honda Jet, um dos jatos executivos mais leves do mundo e que segue em produção desde 2003. Mas desta vez a montadora quer algo mais urbano e que seja bem mais sustentável do que um helicóptero. Para isso, vai trabalhar em um sistema de propulsão híbrido, com funcionamento elétrico na maior parte do tempo e utilização de uma válvula de gás apenas em situações emergenciais.

Segundo os japoneses, a autonomia do Honda eVTOL pode ser de 400km, suficiente para viagens regionais. Entretanto, para a montadora, faz mais sentido se esse carro voador fizer parte de um ecossistema de mobilidade. Por isso parte desse investimento bilionário será em foguetes, que serão responsáveis por posicionar satélites que auxiliarão a empresa no monitoramento desses veículos e outros produtos.

No vídeo de demonstração (abaixo), é possível ver como a Honda pensa exatamente seu carro voador elétrico. O material revela que ele faria parte de um sistema de mobilidade que incluiria, além da variante híbrida da aeronave, uma 100% elétrica para deslocamentos menores, além de motos e carros. Outro ponto interessante é que, assim como demais projetos em desenvolvimento pelo mundo, esse carro voador seria autônomo.

A Honda quer começar a fabricar seus carros voadores em 2025. Se regulamentado e aprovado pelas entidades de aviação internacionais, os primeiros voos comerciais devem começar em 2030.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos