Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.587,75
    -1.250,89 (-3,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Citi planeja oferecer sabático de 12 semanas e férias extras

Jenny Surane
·3 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Em breve, o Citigroup oferecerá aos funcionários a oportunidade de tirar um período sabático de 12 semanas como parte de um pacote de vantagens para novos funcionários após a pandemia de coronavírus.

Os funcionários também poderão comprar até cinco dias de férias extras anualmente a partir do próximo ano, e o banco está lançando um programa que permitirá aos empregados trabalharem como voluntários para uma instituição de caridade por até quatro semanas e ainda receber 100% do salário-base.

As novas vantagens são resultado de meses de reuniões entre os principais profissionais de recursos humanos do banco para discutir como será o ambiente de trabalho após a pandemia, disse Diane Arber, que lidera o departamento de recursos humanos do grupo de clientes institucionais do banco.

“Agora estamos todos trabalhando em casa e sendo extremamente produtivos. Realmente nos deu tempo para fazer uma pausa e pensar sobre o que deveríamos fazer de diferente para os funcionários”, disse. “As pessoas às vezes apenas precisam de uma pausa e não querem interromper a carreira.”

O Citigroup observou um aumento recorde da satisfação dos funcionários em uma pesquisa interna anual. Muitos preferem trabalhar em casa e a flexibilidade que isso oferece, disse Arber. Com os novos benefícios, o banco busca tornar parte dessa flexibilidade permanente.

Com o período sabático, funcionários de qualquer nível que estejam no Citigroup há pelo menos cinco anos podem tirar até 12 semanas para fazer o que quiserem. Os trabalhadores podem tirar até dois períodos sabáticos e receberão apenas 25% do salário-base durante o tempo afastados.

“As pessoas podem precisar de uma pausa para buscar interesses pessoais, educação, podem ter uma situação familiar, podem apenas precisar fazer uma pausa para cuidar de seu bem-estar”, disse Arber. “Pode ser qualquer uma das opções acima. Não vamos revisar o motivo. Vamos apenas revisar a cobertura do negócio.”

Os funcionários que optarem por serem voluntários em uma instituição de caridade também devem estar no Citigroup há cinco anos e podem usar o benefício duas vezes.

Como o rival Bank of America, o Citigroup também estendeu os benefícios de creche instituídos durante a pandemia, como descontos em serviços de preparação para exames e aulas particulares, e ajuda para encontrar um profissional para supervisionar o aprendizado online de uma criança.

Muitas grandes empresas se beneficiaram, pois funcionários permaneceram mais horas conectados ao trabalho em casa durante o surto de Covid-19. Agora, com a distribuição de vacinas em andamento, as empresas formulam planos para a vida após a pandemia.

O Citigroup, por sua vez, iniciará uma revisão de todos os cargos no primeiro trimestre para avaliar quais funcionários podem se beneficiar do trabalho remoto com mais frequência no longo prazo, disse Arber.

“O que queríamos fazer, não apenas devido à pandemia, mas pelo futuro, é reconhecer que a vida é difícil”, disse. “Estamos usando as lentes do futuro, as lentes pós-Covid. E ter esses novos programas dá muito entusiasmo às pessoas.”

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2020 Bloomberg L.P.