Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.417,01
    -15,49 (-0,05%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Citi melhora estimativa para crescimento do Brasil em 2022 a 0,7% após força de indicadores

Pessoas caminham sob o logotipo de uma agência do Citibank no distrito financeiro de San Francisco, Califórnia

SÃO PAULO (Reuters) - O Citi revisou para cima sua estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil neste ano, a 0,7%, citando força de indicadores econômicos recentes.

Em cenário anterior, o banco norte-americano previa expansão de apenas 0,1%, mas se mostrou mais otimista após dados de produção industrial, construção civil, vendas no varejo e atividade de serviços, de acordo com relatório publicado nesta sexta-feira.

As leituras mais recentes do IBGE mostraram que a produção industrial do Brasil teve seu primeiro ganho trimestral em um ano nos primeiros três meses de 2022, enquanto o setor varejista cresceu mais do que o esperado em março --período em que o volume de serviços saltou 1,7%, resultado mais forte para o mês na série histórica iniciada em 2011.

A melhora no prognóstico do Citi para o crescimento do ano inteiro foi acompanhada por alta de 0,4 ponto percentual em sua projeção de expansão trimestral no período de janeiro a março deste ano, quando o PIB brasileiro deve ter avançado 0,6%.

Embora se mostre mais esperançoso sobre a atividade econômica, o Citi tem alertado para um cenário inflacionário desafiador. Suas projeções para a alta do IPCA neste ano e no próximo foram elevadas para 7,8% e 3,9%, respectivamente, no final de abril. O credor espera que a taxa Selic chegue a 13,25% até o fim de 2022.

(Por Luana Maria Benedito)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos