Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.528,97
    +456,35 (+0,95%)
     
  • PETROLEO CRU

    62,61
    +0,17 (+0,27%)
     
  • OURO

    1.783,60
    +5,20 (+0,29%)
     
  • BTC-USD

    55.338,11
    +365,52 (+0,66%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.271,25
    +36,83 (+2,98%)
     
  • S&P500

    4.134,94
    -28,32 (-0,68%)
     
  • DOW JONES

    33.821,30
    -256,33 (-0,75%)
     
  • FTSE

    6.859,87
    -140,21 (-2,00%)
     
  • HANG SENG

    28.653,22
    -482,51 (-1,66%)
     
  • NIKKEI

    28.512,54
    -587,84 (-2,02%)
     
  • NASDAQ

    13.740,25
    -54,00 (-0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6883
    -0,0142 (-0,21%)
     

Cisco revela soluções para lidar com aumento de tráfego causado pela pandemia

·1 minuto de leitura
Cisco

ESTOCOLMO (Reuters) - A Cisco Systems anunciou nesta terça-feira novos produtos para ajudar as operadoras de rede móvel a gerenciar o aumento do tráfego de dados gerado pelo trabalho em casa por causa da pandemia e conforme o lançamento do 5G conecta bilhões de dispositivos à internet.

Serviços remotos de saúde, streaming de vídeo e jogos e trabalho em casa ditaram um aumento de 25% a 45% no tráfego da internet em muitas regiões desde a pandemia, disse a Cisco.

E a tecnologia 5G significará bilhões a mais de dispositivos conectados à internet.

A Cisco diz que espera quase 30 bilhões de dispositivos conectados em 2023, em comparação com 18,4 bilhões em 2018.

A empresa usa abordagem de rede aberta a todos os sistemas, e disse que seu novo equipamento de roteamento ajudará as operadoras de telecomunicações a construir redes de alta capacidade a um custo reduzido.

A Cisco já assinou com clientes, incluindo Airtel, Google Cloud, Rakuten Mobile, Telenor e Telia Carrier.

"Ainda há 3 bilhões de pessoas no planeta mal servidas, o que significa que não podem obter conectividade suficiente ou estão completamente desconectadas", disse à Reuters Jonathan Davidson, vice-presidente sênior e gerente geral da Cisco.

(Reportagem de Supantha Mukherjee)