Mercado fechará em 1 h 12 min
  • BOVESPA

    109.749,85
    +1.736,38 (+1,61%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.811,55
    -11,68 (-0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,25
    +0,29 (+0,33%)
     
  • OURO

    1.843,10
    -0,10 (-0,01%)
     
  • BTC-USD

    43.150,07
    +1.099,66 (+2,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.025,86
    +30,60 (+3,07%)
     
  • S&P500

    4.587,96
    +55,20 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    35.386,60
    +357,95 (+1,02%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.291,50
    +258,00 (+1,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1107
    -0,0567 (-0,92%)
     

Ciro evita debate com sua versão neoliberal criada por André Marinho

·1 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 12.09.2021 -O presidenciável Ciro Gomes (PDT). (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 12.09.2021 -O presidenciável Ciro Gomes (PDT). (Foto: Eduardo Knapp/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O presidenciável Ciro Gomes (PDT) evitou travar um debate com sua versão neoliberal criada pelo humorista André Marinho, ex-Jovem Pan, durante uma live gravada na terça-feira (30) nas redes sociais do pedetista.

Imitando a voz do ex-ministro, Marinho criou o personagem "Ciro neoliberal topetudo" que defende "similitudes" entre o liberalismo econômico e o projeto do pedetista, de defesa de forte atuação estatal.

"Sou o seu alter ego neoliberalóide. Vamos pensar como você vai sair dessa encalacrada. Vai ter que apontar para a direita, fazer uns afagos. O lavajatismo chegou lambendo esse centro de forma brutal", disse Marinho, imitando a voz do pedetista, que acompanhava aos risos a imitação.

"Atenção Faria Lima! O Ciro 4.0 vem forte dessa vez. Está falando de start up, private equity, internet das coisas, todas essas novidades", afirmou o personagem.

Por duas vezes, Marinho deu brechas para abrir um debate com o Ciro real, mas o pedetista não respondeu, pedindo imitações dos seus possíveis adversários no ano que vem: Lula (PT), Jair Bolsonaro (PL) e Sergio Moro (Podemos).

"Não tinha uma grande pretensão. Minha função era entreter. Se ele quisesse se engajar no debate, estava pronto para render e entreter na entrevista. Seria até pedagógico para a audiência. Mas respeitei, sem problema nenhum", diz André, filho do empresário Paulo Marinho, ex-aliado de Bolsonaro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos