Mercado fechado

Ciro, Dino, Lula e Marina aparecem em campanha de Boulos em SP

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Ciro Gomes, Flávio Dino, Lula e Marina Silva participam da campanha de Guilherme Boulos (PSOL) à Prefeitura de São Paulo
Ciro Gomes, Flávio Dino, Lula e Marina Silva participam da campanha de Guilherme Boulos (PSOL) à Prefeitura de São Paulo

Candidato a prefeito de São Paulo, Guilherme Boulos (PSOL) exibiu pela primeira vez em sua propaganda eleitoral mensagens de apoio de Ciro Gomes (PDT), Flávio Dino (PCdoB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Marina Silva (Rede). Os quatro líderes de esquerda apareceram em vídeo exibido na TV na noite do último sábado (21).

No material, o ex-governador do Ceará e ex-ministro dos governos Itamar Franco e Lula avisou ao eleitor paulistano que o segundo turno se divide em “deixar como está ou mudar”, em referência ao adversário de Boulos, o atual prefeito Bruno Covas (PSDB).

Leia também

O governador do Maranhão relembrou sua passagem como presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe) para dizer que Boulos governará “de acordo com a Constituição e as leis”.

O ex-presidente da República disse admirar a trajetória de Boulos “na defesa do povo que mais precisa” e afirmou que o candidato do PSOL “será um extraordinário prefeito para São Paulo”. Marina Silva, ex-ministra do Meio Ambiente do governo Lula, justificou o apoio a Boulos “pela justiça social”.

Na última sexta-feira (20), Boulos lançou uma frente democrática composta por seis partidos de esquerda, consolidando o apoio que começou a receber assim que foi levado ao segundo turno do pleito municipal contra Covas.

Ciro e Marina concorreram com Boulos à Presidência da República, em 2018, porém divergiram quanto ao apoio a Fernando Haddad (PT) no segundo turno contra Jair Bolsonaro, vencedor daquela eleição. A fragmentação da esquerda foi criticada por defensores de uma “frente ampla”, unindo todas as lideranças socialistas para disputar o Planalto em 2022 e impedir a reeleição do atual chefe do Executivo.