Mercado abrirá em 3 h 54 min
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,48
    +0,18 (+0,25%)
     
  • OURO

    1.755,10
    +5,30 (+0,30%)
     
  • BTC-USD

    44.239,45
    +365,38 (+0,83%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.098,77
    -10,16 (-0,92%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.061,94
    -16,41 (-0,23%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.242,50
    -61,00 (-0,40%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2224
    -0,0026 (-0,04%)
     

5 maneiras de reduzir o tempo de tela trabalhando em casa

·4 minuto de leitura
Foto: Getty Images
Foto: Getty Images

Nossas vidas giram em torno das telas. A primeira coisa que fazemos quando acordamos é conferir o e-mail no celular. Ao longo do dia, trabalhamos em documentos online, enviamos mensagens no Slack, espiamos o WhatsApp, participamos de videoconferências e conferimos os feeds das redes sociais. À noite, ainda navegamos por apps enquanto jantamos ou vemos TV.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Com as restrições impostas pelo coronavírus, muitas pessoas estão trabalhando em casa, sem previsão de voltar para o escritório. Elas não precisam se deslocar até o trabalho, mas acabam passando mais tempo em frente ao computador sem nem perceber.

Leia também

De acordo com uma pesquisa recente feita com 2 mil pessoas pelo LinkedIn e a Mental Health Foundation, com o trabalho em casa durante o surto de coronavírus, os britânicos estão trabalhando, em média, 28 horas a mais por mês.

Existem muitas histórias terríveis sobre o impacto do uso excessivo de telas. Elas podem até ser infundadas, mas sabemos que não fazer pausas suficientes pode provocar dores de cabeça e cansaço visual, e que as jornadas de trabalho mais longas já foram associadas a estresse, ansiedade e esgotamento.

Para muitas pessoas, passar mais tempo em casa em frente ao computador significa também passar mais tempo nas redes sociais. Os posts de gente correndo maratonas, comendo alimentos saudáveis e sendo promovida têm um impacto direto na nossa autoestima.

Deixar o computador e o celular de lado é sempre uma ótima ideia, mas pode ser um desafio. Então, o que as pessoas que trabalham em casa podem fazer para reduzir o tempo de tela?

Pensar duas vezes antes de conferir o celular

Em média, verificamos nossos celulares a cada 12 minutos. Uma pesquisa feita em 2018 pela Ofcom revelou que 40% dos adultos conferem o celular até cinco minutos depois de acordar. Esse número sobe para 65% na faixa etária abaixo dos 35 anos. De forma semelhante, 37% dos adultos conferem o celular cinco minutos antes de ir dormir, e o número aumenta para 60% no caso dos participantes com menos de 35 anos.

Além disso, muitas pessoas conferem o celular sem nem pensar. Mesmo enquanto veem TV e filmes ou conversam com amigos, elas acabam pegando o celular de vez em quando para dar uma olhada nos e-mails, no Instagram ou no WhatsApp.

Então, da próxima vez que pegar o celular, pense duas vezes na sua intenção. Você realmente precisa dar uma olhada nos e-mails às 21h? Faz alguma diferença se você tem ou não uma notificação no Instagram? Se a resposta for não, deixe o celular de lado.

Definir limites de tempo de tela

Se parece inevitável conferir o celular o tempo todo, use o recurso Tempo de Uso do iPhone. Ele mostra o tempo que você passa no celular a cada dia e quais são os apps mais usados. Esse recurso também permite definir limites de uso. Assim, é possível configurar o celular para impedir o acesso ao Facebook, por exemplo, quando o limite diário de minutos ou horas for atingido.

Outra dica é remover determinados apps da tela inicial e mudar a posição dos ícones de vez em quando para evitar abri-los apenas por hábito.

Fazer pausas regulares no trabalho

Para quem trabalha em casa, é difícil não fazer umas horas extras e continuar vendo os e-mails até a hora de dormir. Para evitar que isso aconteça, defina um horário para encerrar o expediente e faça algo que simbolize o término da jornada de trabalho, por exemplo, uma caminhada, algum exercício físico ou qualquer outra atividade.

Quem trabalha no escritório tem várias oportunidades de parar, seja para conversar com os colegas, pegar um café ou sair para almoçar. Durante o confinamento, é importante continuar fazendo essas pausas longe do computador.

Desativar as notificações dos apps

Receber uma notificação aumenta bastante a probabilidade de conferir o celular. Por isso, desativar as notificações de determinados aplicativos pode ajudar a reduzir o tempo de uso do aparelho. Se quiser fazer uma pausa ou se concentrar em algo sem interrupções, experimente a função Não Perturbe ou coloque o celular em modo avião.

Não levar o celular ou notebook para a cama

Muitas pessoas mantêm o celular sempre por perto, até mesmo na hora de dormir. Em 2019, uma pesquisa feita pela Adobe com mais de mil pessoas revelou que 62% dos millennials conferem os e-mails na cama, e mais da metade deles afirmou que também faz isso no banheiro.

Usar um despertador tradicional e deixar o celular fora do quarto na hora de dormir pode ajudar a evitar esse tipo de prática. O melhor é deixar o aparelho em outra parte da casa até a manhã seguinte.

Lydia Smith

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos