Mercado fechará em 3 h 2 min
  • BOVESPA

    107.538,02
    -913,18 (-0,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.568,27
    +126,06 (+0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,74
    +0,59 (+0,72%)
     
  • OURO

    1.667,40
    -2,60 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    19.519,77
    +4,87 (+0,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    445,98
    +0,00 (+0,00%)
     
  • S&P500

    3.635,65
    -83,39 (-2,24%)
     
  • DOW JONES

    29.184,24
    -499,50 (-1,68%)
     
  • FTSE

    6.881,59
    -123,80 (-1,77%)
     
  • HANG SENG

    17.165,87
    -85,01 (-0,49%)
     
  • NIKKEI

    26.422,05
    +248,07 (+0,95%)
     
  • NASDAQ

    11.205,75
    -350,00 (-3,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2764
    +0,0438 (+0,84%)
     

Cientistas querem mudar rótulos de bebidas alcoólicas

Diferente dos cigarros, os rótulos de bebidas alcoólicas, como vinhos, cervejas e espumantes, não apontam para os riscos que podem causar o organismo. Do outro lado, o álcool pode provocar inúmeros problemas e ainda aumenta a possibilidade de alguns tipos de câncer. Neste cenário, cientistas pedem uma rotulagem mais consciente para estes produtos.

Publicado na revista científica The New England Journal of Medicine, o artigo que pede uma nova rotulagem para bebidas alcoólicas foi escrito por pesquisadores da Universidade de Harvard e da Universidade da Carolina do Norte, ambas nos Estados Unidos.

Para cientistas, rótulos de bebidas alcoólicas deveriam informar sobre os riscos do álcool para a saúde (Imagem: Borodai/Envato)
Para cientistas, rótulos de bebidas alcoólicas deveriam informar sobre os riscos do álcool para a saúde (Imagem: Borodai/Envato)

"Os riscos associados ao consumo de álcool estão bem documentados. Exigir novos rótulos de advertência, bem projetados, nos recipientes de álcool pode fornecer informações aos consumidores e reduzir os danos", defendem os cientistas.

Como deveria ser o rótulo das bebidas?

No atual padrão de rotulagem norte-americano, os cientistas explicam que a bebida alcoólica deve apenas informar sobre os riscos durante a gravidez e para quem realiza atividades que demandam atenção extrema. Há também uma declaração subjetiva de que o álcool “pode causar problemas de saúde”.

Segundo os autores, hoje, a maioria do público desconhece os riscos mais graves para a saúde associados ao consumo de álcool, inclusive o aumento do risco de alguns tipos de câncer. Aqui, é importante observar que este é um risco evitável.

No momento, esta classe de bebida é classificada como cancerígeno do Grupo 1 pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (Iarc) — que é parte da Organização Mundial da Saúde (OMS). Por exemplo, este é a mesma classificação do cigarro e da carne processada.

Quais tipos de câncer estão relacionados com o álcool?

No momento, diferentes estudos apontam para o fato de que consumir bebidas alcoólicas aumenta o risco de desenvolver diferentes tipos de câncer. Entre eles, o Instituto Nacional de Câncer (Inca) indica:

  • Câncer de boca;

  • Câncer de faringe;

  • Câncer de laringe;

  • Câncer de esôfago;

  • Câncer de estômago;

  • Câncer de fígado;

  • Câncer de intestino (cólon e reto);

  • Câncer de mama.

"É importante destacar que há uma evidente relação dose-resposta entre o consumo de bebidas alcoólicas e o risco de câncer. Ou seja, quanto maior a dose ingerida e o tempo de exposição, maior será o risco de desenvolver os tipos de cânceres já citados", completa o Inca sobre o risco.

Diante desses fatos, para conscientizar sobre os riscos do álcool, a equipe de pesquisadores norte-americanos sugere que sejam criados novos rótulos para as bebidas alcoólicas, como é feito com os rótulos de cigarro. Esta iniciativa pode ajudar e também deixará as pessoas melhores informadas sobre o que consomem.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: