Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.541,95
    -1.079,62 (-1,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.524,45
    -537,16 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    106,30
    +0,54 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.805,70
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    20.325,19
    +339,37 (+1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    435,11
    +3,65 (+0,85%)
     
  • S&P500

    3.785,38
    -33,45 (-0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.775,43
    -253,88 (-0,82%)
     
  • FTSE

    7.169,28
    -143,04 (-1,96%)
     
  • HANG SENG

    21.859,79
    -137,10 (-0,62%)
     
  • NIKKEI

    26.301,63
    -91,41 (-0,35%)
     
  • NASDAQ

    11.515,25
    -14,25 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5008
    -0,0048 (-0,09%)
     

Cientistas inserem células-tronco humanas em "coração de porco" artificial

Cientistas inseriram células-tronco humanas em um coração feito com tecidos de porco, destinado a futuros transplantes que não sejam rejeitados pelo organismo. A ideia é reduzir os riscos e eliminar a necessidade de medicamentos antirrejeição, e as informações foram compartilhadas durante a conferência Life Itself, na última quarta-feira (1).

Os cientistas responsáveis pela novidade — liderados pela bióloga molecular Doris Taylor — programaram um robô para injetar células-tronco em corações dentro de um ambiente estéril, e a estimativa é que a tecnologia possa auxiliar no combate a doenças cardíacas. "Queremos tornar disponível para todos", anunciou a equipe.

A equipe conta que encheu o coração com sangue artificial e deixou as células cardíacas se contraírem, mas ainda é necessário ajudá-las com bombas elétricas, ou elas morrem. As células também são alimentadas com oxigênio de pulmões artificiais.

"Nós injetamos o mesmo tipo de células em todo o coração, então todas começaram da mesma forma, mas agora, quando olhamos no ventrículo esquerdo, encontramos células cardíacas do ventrículo esquerdo. Se olharmos no átrio, elas se parecem com células cardíacas atriais, e se olharmos no ventrículo direito, elas são células cardíacas do ventrículo direito. Com o tempo, elas se desenvolveram e cresceram para trabalhar juntas e se tornar um coração", conta Taylor.

Cientistas inserem células-tronco humanas em coração feito com tecidos de porco (Imagem: Divulgação/Advanced Solutions)
Cientistas inserem células-tronco humanas em coração feito com tecidos de porco (Imagem: Divulgação/Advanced Solutions)

A empresa por trás da tecnologia é a Advanced Solutions, conhecida pela projeção e criação de plataformas para a construção de tecidos humanos. A equipe de Taylor levou anos para descobrir onde injetar, quanta pressão colocar na seringa e a melhor velocidade e ritmo para adicionar as células, então um robô pode fazer isso de forma rápida e precisa. O robô utilizado pelo grupo ainda é capaz de usar o ultrassom para ver dentro da via vascular.

Na prática, o real coração de porco tem sido muito estudado na medicina para a realização de transplantes. Em janeiro deste ano aconteceu, inclusive, o primeiro transplante em um ser humano. No entanto, o paciente — o norte-americano David Bennett (57) — tinha uma doença cardíaca em estágio terminal, e nem mesmo o transplante foi capaz de salvá-lo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos