Mercado abrirá em 1 h 42 min
  • BOVESPA

    108.095,53
    +537,86 (+0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.056,27
    +137,99 (+0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,94
    -0,42 (-0,58%)
     
  • OURO

    1.782,60
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    49.116,42
    -1.165,67 (-2,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.282,58
    -22,54 (-1,73%)
     
  • S&P500

    4.701,21
    +14,46 (+0,31%)
     
  • DOW JONES

    35.754,75
    +35,32 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.329,53
    -7,52 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    24.254,86
    +257,99 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.725,47
    -135,15 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    16.338,25
    -54,00 (-0,33%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2698
    -0,0043 (-0,07%)
     

Cientistas estão desvendando a atmosfera deste exoplaneta a 340 anos-luz de nós

·2 min de leitura

Com o Observatório Gemini, no Chile, uma equipe internacional de cientistas, liderados por Michael Line, professor da Arizona State University, conseguiu coletar as primeiras medidas diretas das quantidades de água e monóxido de carbono na atmosfera de um exoplaneta. Trata-se do WASP-77Ab, um "Júpiter quente" localizado a cerca de 340 anos-luz de distância de nós. Além de representar uma grande conquista técnica, o trabalho realizado pela equipe poderá ajudar os cientistas na busca por vida em outros planetas.

O WASP-77Ab foi escolhido pelos cientistas pois, além de ser parecido com o nosso vizinho do Sistema Solar, o planeta tem temperatura de aproximadamente 1.093 ºC. “Devido ao tamanho e temperatura, os Júpiteres quentes são excelentes laboratórios para medirmos gases atmosféricos e testarmos nossas teorias de formação planetária”, explicou Line.

Os Júpiteres quentes são exoplanetas gasosos e de altas temperaturas, por estarem muito próximos de suas estrelas (Imagem: Reprodução/NASA/ESA/L. Hustak (STScI)
Os Júpiteres quentes são exoplanetas gasosos e de altas temperaturas, por estarem muito próximos de suas estrelas (Imagem: Reprodução/NASA/ESA/L. Hustak (STScI)

Para determinar os elementos presentes na atmosfera do planeta em comparação àqueles na estrela, eles focaram nas medidas da composição atmosférica. Para isso, os cientistas estudam a luz dos exoplanetas com telescópios em solo e no espaço. Line e seus colegas já conseguiram vários dados de composição com o Hubble, mas o problema é que os instrumentos do telescópio espacial conseguem somente medidas de água ou oxigênio, e a equipe precisava de dados do monóxido de carbono.

Assim, eles usaram o telescópio chileno Gemini Sul. Com o instrumento Immersion GRating INfrared Spectrometer (IGRINS), a equipe observou o brilho térmico do exoplaneta enquanto orbitava a estrela, coletando informações da presença e quantidades relativas dos diferentes gases na atmosfera. Através das medidas de água e monóxido de carbono na atmosfera do planeta, eles conseguiram estimar as quantidades relativas de oxigênio e carbono lá.

Line afirma que as quantidades estavam alinhadas com o que eles esperavam e são semelhantes àquelas da estrela. Conseguir medidas tão precisas da abundância dos gases na atmosfera de um exoplaneta é uma grande conquista técnica e, ainda, pode ajudar os cientistas a buscar vida em outros planetas. “Esse trabalho representa uma demonstração pioneira de como vamos medir bioassinaturas gasosas, como oxigênio e metano, em planetas potencialmente habitáveis em um futuro não tão distante”, explicou.

Agora, a equipe espera repetir essa análise com outros planetas para construir uma “amostra” de medidas atmosféricas de pelo menos 15 outros mundos. “Medir a abundância de carbono, oxigênio e outros elementos na atmosfera de uma amostra maior de exoplanetas proporciona um contexto muito necessário para o entendimento das origens e da evolução dos nossos próprios gigantes gasosos, como Júpiter e Saturno”, disse Line.

O artigo com os resultados do estudo foi publicado na revista Nature.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos