Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.471,92
    +579,92 (+0,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.723,43
    -192,77 (-0,41%)
     
  • PETROLEO CRU

    88,04
    -0,97 (-1,09%)
     
  • OURO

    1.789,90
    -1,30 (-0,07%)
     
  • BTC-USD

    23.193,42
    +28,07 (+0,12%)
     
  • CMC Crypto 200

    533,20
    -2,02 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.145,19
    -6,75 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    32.803,47
    +76,67 (+0,23%)
     
  • FTSE

    7.439,74
    -8,32 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    20.201,94
    +27,94 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    28.175,87
    +243,67 (+0,87%)
     
  • NASDAQ

    13.180,50
    -48,25 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2565
    -0,0101 (-0,19%)
     

Cientistas encontram 30 novas espécies nas profundezas do oceano

Já sabemos que as profundezas do oceano escondem criaturas bizarras, mas recentemente, cientistas descobriram nada menos que 30 espécies nesse lugar tão misterioso. As informações foram publicadas na revista científica Zookeys no último dia 18.

Os autores do estudo usaram um veículo operado remotamente para coletar espécimes das planícies abissais da Zona Clarion-Clipperton, no oceano Pacífico. Anteriormente, as criaturas da área eram estudadas apenas a partir de fotografias. A partir dessa técnica, a equipe de cientistas descobriu que uma alta diversidade de espécies nas profundezas. Para se ter noção, dos 55 exemplares recuperados, 48 ​​eram de espécies diferentes.

Os animais encontrados incluem vermes segmentados, invertebrados da mesma família das centopeias, animais marinhos da mesma família das águas-vivas e diferentes tipos de corais. Ao todo, 36 espécimes foram encontrados a mais de 4.800 metros de profundidade, duas foram coletadas em uma encosta de um monte submarino a 4.125 metros e 17 foram encontradas entre 3.095 e 3.562 metros de profundidade.

Especialistas ainda têm muito o que descobrir das profundezas do oceano (Imagem: Francesco Ungaro/Unsplash)
Especialistas ainda têm muito o que descobrir das profundezas do oceano (Imagem: Francesco Ungaro/Unsplash)

As descobertas têm implicações potencialmente importantes para a exploração das profundezas do oceano, principalmente à medida que os humanos se tornam mais interessados ​​em explorar minerais do fundo do mar, porque parece que a atividade tem o potencial de perturbar muitas criaturas.

“Esta pesquisa é importante não apenas devido ao número de espécies potencialmente novas descobertas, mas porque esses espécimes de megafauna foram estudados anteriormente apenas a partir de imagens das profundezas do oceano. Sem os espécimes e os dados de DNA que eles possuem, não podemos identificar adequadamente os animais e entender quantas espécies diferentes existem”, apontam os autores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos