Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.931,42
    -60,42 (-0,17%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Cientistas dizem ter criado um doce que fortalece os dentes

·2 minuto de leitura
Cientistas dizem ter criado um doce que fortalece os dentes
Cientistas dizem ter criado um doce que fortalece os dentes

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, afirma ter conseguido criar um doce experimental, similar a uma pastilha de hortelã, que fortalece os dentes. Os cientistas agora estão se preparando para realizar ensaios clínicos das novas balas, que são revestidas com blocos de construção de proteína geneticamente modificados. A expectativa é que esse blocos se liguem aos dentes do usuário e adicionem uma pequena camada de esmalte fresco.

Segundo a equipe, caso funcione, esse pode ser o primeiro tratamento que faz o esmalte dental crescer novamente, ao invés de apenas preservar e reparar o que não foi perdido. Até o momento, o doce foi testado em dentes extraídos de humanos, porcos e ratos, além de ratos vivos. Durante esta etapa, eles analisaram que uma pastilha por dia poderia manter o esmalte dos dentes em face do desgaste normal.

Leia mais!

Além disso, os cientistas acreditam que uma segunda bala seria capaz de reintroduzir uma pequena quantidade de novo esmalte nos dentes, revertendo os danos. Porém, apenas os ensaios clínicos poderão comprovar se essa teoria realmente se sustenta. “Cada estudo levará duas semanas e esperamos que esses testes não levem mais do que três meses”, disse o dentista da Universidade de Washington Sami Dogan, ao Futurism.

Outros produtos

Equipe de Washington também trabalha para desenvolver um creme dental. Crédito: Px Here
Equipe de Washington também trabalha para desenvolver um creme dental. Crédito: Px Here

Além das balas, a equipe também trabalha no desenvolvimento de um creme dental que tenha um funcionamento similar na recuperação do esmalte dental. Caso esses produtos cheguem ao mercado, podem representar um grande salto nos cuidados e na manutenção odontológica, uma vez que mudam o foco da preservação do esmalte dos dentes para a sua restauração.

Para se ter uma ideia, até mesmo as tiras de clareamento e os alvejantes projetados para dar uma aparência mais brilhante aos dentes, podem danificar ainda mais o esmalte dos dentes e deixá-los mais expostos. A capacidade de regeneração do esmalte tem potencial de melhorar bastante a média da saúde bucal da população.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!