Mercado abrirá em 4 h 59 min

Cientistas desenvolvem nanorrobôs a partir de DNA humano

Cientistas desenvolveram nanorrobôs a partir do DNA humano. Foto: Getty Images.
Cientistas desenvolveram nanorrobôs a partir do DNA humano. Foto: Getty Images.
  • Cientistas desenvolveram nanorrobôs a partir de DNA humano;

  • Artigo que descreve uso de nanotecnologia foi publicado em revista científica nesta semana;

  • De acordo com os cientistas, o ‘nanorrobô’ deve possibilitar uma análise mais aprofundada sobre as forças mecânicas que são aplicadas em níveis microscópicos.

A cada dia que se passa, a realidade e a ficção científica se embaralham. Agora, mais um feito científico parece apontar que o futuro é logo ali.

Um estudo realizado por cientistas franceses, e publicado na revista científica Nature Communications recentemente, descreve a criação de um robô, inspirado em nanotecnologia, feito em cima do DNA humano.

Leia também:

De acordo com os pesquisadores, o ‘nanorrobô’ deve possibilitar uma análise mais complexa sobres as forças mecânicas que são impostas em níveis microscópicos. Estas são essenciais para diversos processos biológicos e patológicos.

O organismo humano tem essas forças mecânicas microscópicas operando constantemente, e são elas que desencadeiam os sinais necessários em milhares de processos celulares, permitindo o funcionamento da constituição orgânica do corpo no seu estado normal e também no surgimento de doenças.

A sensação tátil, por exemplo, é condicionada, em grande parte, por causa dessas forças mecânicas impostas em receptores celulares característicos, conhecidos como mecanorreceptores.

Já existem tecnologias que permitem a aplicação de forças controladas para a analise desses mecanismos. Contudo, elas são limitadas por diversos fatores, como o alto custo para sua realização e a impossibilidade de estudar grandes quantidade de receptores celulares ao mesmo tempo, tornando lento o processo de coleta.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos