Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.345,82
    +1.857,94 (+1,71%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.376,89
    -141,41 (-0,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,76
    -0,53 (-0,48%)
     
  • OURO

    1.849,30
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    29.210,26
    -980,11 (-3,25%)
     
  • CMC Crypto 200

    654,41
    -20,47 (-3,03%)
     
  • S&P500

    3.973,75
    +72,39 (+1,86%)
     
  • DOW JONES

    31.880,24
    +618,34 (+1,98%)
     
  • FTSE

    7.513,44
    +123,46 (+1,67%)
     
  • HANG SENG

    20.498,17
    +28,11 (+0,14%)
     
  • NIKKEI

    26.892,25
    -109,27 (-0,40%)
     
  • NASDAQ

    11.880,25
    -155,00 (-1,29%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1289
    -0,0188 (-0,37%)
     

Cientistas desenvolvem material 3D que elimina covid e outros patógenos

·2 min de leitura

A Universidade Politécnica de Hong Kong desenvolveu um material feito através de impressão 3D que pode eliminar 99% do coronavírus e outros patógenos em 20 minutos.

A equipe de sete membros da instituição iniciou o projeto de pesquisa em julho de 2020. O experimento consistiu na combinação de agentes antivirais à resina, o principal componente do processo de impressão 3D, para inativar vírus e bactérias.

90% do coronavírus eliminado

O líder de pesquisa Chris Lo Kwan Yu, professor associado do instituto de têxteis e vestuário da universidade, informou que os testes de laboratório mostraram que o material conseguiu eliminar mais de 90% do coronavírus, bem como outros patógenos presentes na superfície em apenas 10 minutos, e exterminou mais de 99% deles em 20 minutos.

Os estudos concluíram que o material tem a capacidade de eliminar quase todos os vírus e bactérias, incluindo o vírus da covid-19 e as bactérias Staphylococcus aureus e Escherichia coli.

Efeito prolongado

No ano passado, os pesquisadores colaboraram com o Departamento de Assuntos Internos, o Hong Kong Wetland Park e uma organização ambiental para produzir alças de lixeiras, tampas de maçanetas de banheiro, botões de elevador e placas em Braille em áreas públicas.

Ao analisar as alças de uma lixeira, os autores da pesquisa constataram que o material não perdeu o efeito após um ano de uso, visto que nenhum agente patogênico foi detectado nelas, segundo o pesquisador Kan Chi Wai, também envolvido no projeto.

Pesquisadores da Universidade de Hong Kong desenvolvem material feito com impressão 3D capaz de eliminar o covid-19 (Imagem: Reprodução/Rawpixel/Envato)
Pesquisadores da Universidade de Hong Kong desenvolvem material feito com impressão 3D capaz de eliminar o covid-19 (Imagem: Reprodução/Rawpixel/Envato)

A equipe também acelerou o processo de desgaste do material em seus testes de laboratório para estudar sua eficácia e durabilidade. A descoberta surpreendeu: o composto poderia matar quase 85% do coronavírus mesmo após três anos de uso.

Wai também afirmou que os componentes de desinfecção do material foram embutidos nos produtos ao invés de serem revestidos na superfície, impedindo que a limpeza diária comprometesse seu desempenho antiviral. A universidade solicitou uma patente e está negociando com diferentes indústrias para utilizar o material em toda a cidade.

Esta não é a primeira vez que a universidade cria um material antivírus: no início de dezembro de 2021, uma equipe de pesquisa do instituto desenvolveu um aço inoxidável que consegue eliminar o novo coronavírus em poucas horas, adicionando cobre e prata na mistura de metais por serem dois elementos antibacterianos inorgânicos e convencionais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos