Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.767,45
    -497,51 (-0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.129,88
    -185,81 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,08
    +0,02 (+0,03%)
     
  • OURO

    1.780,00
    +2,60 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    33.973,60
    +1.374,48 (+4,22%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,32
    +18,99 (+2,39%)
     
  • S&P500

    4.246,44
    +21,65 (+0,51%)
     
  • DOW JONES

    33.945,58
    +68,61 (+0,20%)
     
  • FTSE

    7.090,01
    +27,72 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.499,30
    +189,54 (+0,67%)
     
  • NIKKEI

    28.910,59
    +26,46 (+0,09%)
     
  • NASDAQ

    14.288,75
    +30,50 (+0,21%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9107
    -0,0091 (-0,15%)
     

Cientistas da Lumentum criam modelo de ethernet que atinge 800 gigabits

·2 minuto de leitura
Cientistas da Lumentum criam modelo de ethernet que atinge 800 gigabits
Cientistas da Lumentum criam modelo de ethernet que atinge 800 gigabits

A empresa Lumentum, que fabrica produtos para redes de fibra óptica e aplicações a laser, desenvolveu um novo conceito de entrega de dados a 800 GbE (“Gigabit Ethernet”) – o dobro do padrão de 400 GbE atualmente visto no mercado global.

A empresa comunicou a descoberta por meio de comunicado à imprensa, confirmando que apresentará o material no evento OFC (“Optical Fiber Communication Conference and Exhibition”), apresentado entre os dias 6 e 11 de junho de 2021.

Leia também

Imagem mostra uma série de cabos conectados a servidores Ethernet, simbolizando um conceito de aprimoramento da Lumentum para o setor de fibra óptica
Redes de Ethernet poderão se beneficiar de novo conceito criado pela Lumentum, com maior capacidade e abrangência de transmissão de dados. Imagem: xfilephotos/Shutterstock

A pesquisa, liderada por Syunya Yamauchi, basicamente consiste em usar quatro faixas de transmissão – cada uma a 200 GbE – para atingir a capacidade recorde. O time desenvolveu um emissor laser especial, capaz de transmissões a até dois quilômetros de distância – uma medida adotada pela maioria dos datacenters empresariais de grande escala – a 224 Gbps de velocidade de sinal, operando a um espectro de temperatura mais abrangente.

“Dispositivos ópticos ativos são os componentes mais importantes de sistemas de comunicação óptica”, disse Mike Staskus, vice presidente da área de gerenciamento de linhas de produtos de comunicação por dados da Lumentum. “Existem concessões entre maiores bandas largas e características de modulação, como por exemplo a taxa de extinção. Nós superamos essas concessões ao otimizar o design do laser usando um método de embalamento simplificado”.

Segundo o executivo, a Lumentum criou o conceito de Ethernet para permitir o desenvolvimento de receptores com o dobro da capacidade de tráfego de dados do espectro de 400 GbE, mas sem o aumento no custo e consumo de energia, graças a chips de transmissão a laser mais velozes que não requerem o uso de refrigeração termoelétrica.

“A próxima geração de lasers, usando as mesmas ferramentas e processos semicondutores e de embalamento, poderá permitir maior velocidade, mais abrangência e custos menores com o mesmo nível de desempenho, confiabilidade e consumo de energia”, disse Staskus. “Com o aumento do uso de serviços de transferência de dados, streaming e outras plataformas , links internos de datacenters vão precisar de maior velocidade, incluindo o grau de 1,6 terabits por segundo e além”.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos