Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,88 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,40 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,28
    +0,39 (+0,35%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    30.079,80
    +613,20 (+2,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,80 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Cientistas criam teste capaz de detectar câncer em cães

Um exame de sangue pode detectar câncer em cães, conforme relata um novo estudo publicado na revista científica Plos One. Os pesquisadores analisaram a amostra de sangue de 1.100 cachorros, em parceria com a startup PetDx. No laboratório, examinou-se esse sangue através de análise genômica, em busca de mutações ou outros biomarcadores de câncer.

Com base na descoberta de que a técnica foi 85% precisa em câncer agressivo e 55% eficaz em geral, a startup passou a desenvolver a primeira biópsia líquida multi-câncer para cães, que ganhou o nome de OncoK9. A ideia é que, como os exames de sangue não são invasivos, possam auxiliar especialmente nos casos de tumores de difícil acesso, como os de baço ou fígado.

O teste funciona assim: o veterinário coleta sangue, envia a amostra para o laboratório da PetDx e a equipe o centrifuga para separar o plasma, depois sequencia o material genético e executa a sequência por meio de um algoritmo que procura alterações anteriormente associadas a cânceres humanos e caninos, incluindo mutações e segmentos extras ou ausentes de cromossomos.

Exame de sangue pode detectar câncer em cães (Imagem: claudioventrella/envato)
Exame de sangue pode detectar câncer em cães (Imagem: claudioventrella/envato)

O algoritmo foi projetado para detectar esses indicadores genéticos em muitas raças de cães com diferentes formas de câncer. No início, a equipe alimentou a inteligência com dados de 224 cães, e depois incluiu os outros 876. Cada caso deveria gerar uma indicação de positivo ou negativo para câncer.

A princípio, o OncoK9 possui uma baixa eficácia (3% a 10%) em detectar casos iniciais, e é mais indicado para descobrir casos de câncer avançado. Falsos positivos apareceram em até 1,5% dos 519 cachorros livres de câncer.

De qualquer forma, a novidade despertou empolgação na comunidade veterinária, uma vez que pode abrir portas para outros métodos de detectar câncer em cães. "Embora mais pesquisas sejam necessárias para explorar até que ponto a identificação e o tratamento precoce do câncer podem melhorar os resultados clínicos em pacientes caninos, os programas de rastreamento estabelecidos para vários tipos de câncer humanos forneceram forte apoio para melhores resultados associados a programas de rastreamento", conclui o estudo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos