Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.127,66
    -204,24 (-1,06%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Cientistas criam o primeiro mamífero do mundo com genes reprogramados

Cientistas dividiram os cromossomos em diferentes segmentos e os reorganizaram em diferentes combinações para criar um novo pacote de genes (Getty Creative)
Cientistas dividiram os cromossomos em diferentes segmentos e os reorganizaram em diferentes combinações para criar um novo pacote de genes (Getty Creative)
  • Pesquisadores chineses dividiram os cromossomos em diferentes segmentos e os reorganizaram em diferentes combinações;

  • Estudo conclui que humanos e gorilas são separados por 1,6 mudanças em primatas;

  • Avanço do estudo poderia levar a curas para condições como infertilidade e doenças como câncer.

Pesquisadores da Academia Chinesa de Ciências (CAS), em Pequim, anunciaram que efetuaram, com sucesso, a recombinação de cromossomos de um camundongo para criar o primeiro mamífero do mundo com genes totalmente reprogramados.

De acordo com o portal NextShark, os cientistas dividiram os cromossomos em diferentes segmentos e os reorganizaram em diferentes combinações para criar um novo pacote de genes, resultando no camundongo chamado “Xiao Zhu” (Pequeno Bambu, em português).

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos“Os genomas de mamíferos são muito mais complexos do que os genomas de leveduras, e rearranjos cromossômicos completos em mamíferos não tiveram sucesso. Em escalas de tempo mais longas, no entanto, as alterações cariotípicas causadas por rearranjos cromossômicos são comuns. Os roedores têm 3,2 a 3,5 rearranjos por milhão de anos, enquanto os primatas têm 1,6”, declarou à reportagem Li Wei, principal autor do estudo e pesquisador do Instituto de Zoologia da Academia Chinesa de Ciências.

O estudo conclui que humanos e gorilas são separados por 1,6 mudanças em primatas. Os gorilas têm dois cromossomos distintos, enquanto os humanos têm dois cromossomos fundidos, e uma translocação entre cromossomos humanos ancestrais resultou em dois cromossomos distintos nos gorilas. Individualmente, fusões ou translocações podem resultar em cromossomos ausentes ou extras, bem como em doenças como leucemia infantil

De acordo com os cientistas, seu avanço poderia levar a curas para condições como infertilidade e doenças como câncer, pois permite que os pesquisadores observem e controlem os cromossomos nas células dos mamíferos.