Mercado fechará em 6 h 34 min

Cientistas criam hidrogel capaz de melhorar a ação de tratamentos contra câncer

Cientistas da Universidade de Soochow, na província de Jiangsu oriental, na China, desenvolveram um hidrogel capaz de melhorar os resultados de um método de tratamento para câncer minimamente invasivo, conhecido como ablação por micro-ondas.

Essa é uma técnica com alto potencial no tratamento de pacientes com câncer que consiste no uso de uma agulha para disseminar ondas eletromagnéticas em um tumor para matar células cancerígenas.

A tecnologia é bastante utilizada para o tratamento de vários tipos de tumores sólidos, principalmente aqueles causados por câncer pulmonar e colorretal, bem como o carcinoma hepatocelular, um tipo de câncer de fígado.

Porém, segundo o autor correspondente do estudo e pesquisador assistente da Universidade de Soochow, Feng Liangzhu, explica que se o tumor tiver uma forma irregular ou próximo a vasos sanguíneos, a ablação pode causar graves danos por calor aos tecidos subjacentes.

"Então queríamos desenvolver um material que pudesse direcionar o calor para o tumor de forma mais precisa e reduzir os prováveis danos aos tecidos saudáveis ao redor", disse Feng.

Os cientistas observaram por meio de experimentos com animais de laboratório que a adição de íons de cálcio no hidrogel tradicional melhorou tanto a eficácia quanto a precisão do resultado do tratamento convencional da ablação por micro-ondas.

O hidrogel melhorou tanto a eficácia quanto a precisão do resultado do tratamento convencional da ablação por microondas (Imagem: Reprodução/FUNSOM, Universidade de Soochow)
O hidrogel melhorou tanto a eficácia quanto a precisão do resultado do tratamento convencional da ablação por microondas (Imagem: Reprodução/FUNSOM, Universidade de Soochow)

Resultados do estudo

Para testar a tecnologia, os pesquisadores combinaram o hidrogel de alginato de sódio convencional com íons de cálcio e manganês e injetaram o componente em células cancerígenas presentes nos camundongos de laboratório.

"Combinado com a ablação por micro-ondas, o hidrogel de cálcio injetado foi capaz de matar as células cancerosas à temperatura de 45 graus Celsius e aumentar a eficácia do tratamento", disse Feng. O tratamento foi capaz de aquecer tumores a cerca de 50 graus Celsius e destruí-los completamente, sem que eles ressurgissem por até 60 dias.

Outras investigações realizadas em coelhos da Nova Zelândia, usando uma combinação do processo de injeção e ablação, também resultaram em uma recorrência zero de tumores durante um período de monitoramento de 120 dias, enquanto que os coelhos tratados apenas com a injeção de hidrogel tiveram um período de remissão de 64 dias.

Segundo o estudo, o novo hidrogel pode ser usado como um recurso para introduzir certos íons metálicos para evitar a reincidência de tumores. Com isso, a tecnologia pode ser uma chave para ajudar a inibir a metástase tumoral e prevenir a recorrência do câncer.

Feng disse que o hidrogel e os íons de metal são seguros para o uso em humanos, porém o início de um ensaio clínico (fase de pesquisa conduzida em seres humanos com o objetivo de descobrir ou confirmar os efeitos clínicos) ainda pode demorar um pouco.

"O tratamento proposto tem um longo caminho a percorrer. Contudo, já sabemos que o primeiro passo da pesquisa prova que a tecnologia funciona a princípio", disse o cientista.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: