Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.580,79
    +234,97 (+0,21%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.304,04
    -72,85 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,45
    +0,68 (+0,62%)
     
  • OURO

    1.863,90
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    29.624,47
    +475,59 (+1,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    659,95
    +4,12 (+0,63%)
     
  • S&P500

    3.941,48
    -32,27 (-0,81%)
     
  • DOW JONES

    31.928,62
    +48,38 (+0,15%)
     
  • FTSE

    7.484,35
    -29,09 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    20.112,10
    -357,96 (-1,75%)
     
  • NIKKEI

    26.689,81
    -58,33 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    11.820,00
    +49,00 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1647
    -0,0075 (-0,15%)
     

Cientistas criam bolha que demora 465 dias para estourar

Os cientistas estudaram uma bolha que é conhecida como “bola de gude de gás”. Foto: Getty Images.
Os cientistas estudaram uma bolha que é conhecida como “bola de gude de gás”. Foto: Getty Images.
  • Cientistas da Universidade de Lille, na França, desenvolveram bolhas que podem “viver” até 465 dias;

  • Diferentes das bolhas feitas com sabão, as estudadas são feitas de um filme líquido composto;

  • A ciência por trás bolha pesquisada pode ajudar em medicamentos e produtos de consumo.

Quem nunca fez bolhas de sabão com a intenção de ver quanto segundos duram até estourar. Agora, parece que agora cientistas conseguiram o impossível e realizaram o sonho de muitas crianças.

Em novo estudo, pesquisadores da Universidade de Lille, na França, desenvolveram bolhas que podem “viver” até 465 dias.

Leia também:

Contudo, os cientistas tomaram algumas liberdades na composição delas. No artigo, os autores dizem que as bolhas de sabão são essencialmente frágeis e efêmeras, e que, portanto, projetaram uma “versão” composta de um filme líquido composto.

Essa propriedade consegue manter a durabilidade e integridade da bolha por mais de um ano dentro de uma atmosfera padrão.

De acordo com American Physical Society (APS), a segunda maior organização de físicos do mundo, o grupo estudou uma bolha que é conhecida como “bola de gude de gás”.

Pesquisas anteriores demonstraram que as gotas de plástico na concha da esfera podem fazê-la forte o suficiente para ser segurada nas mãos ou rolar em superfície.

Alguns cientistas sugerem que a ciência por trás da bolha pode ser usada em medicamento e produtos de consumo.

Segundo, Leif Ristroph, professor de matemática da Universidade de Nova York, uma possibilidade é ‘blindar” pequenas gotículas em aerossóis e sprays para fazer com que durem mais tempo no ar.

Com informações do Futurism.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos