Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.371,48
    -690,52 (-0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.092,31
    +224,69 (+0,46%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,78
    +0,35 (+0,57%)
     
  • OURO

    1.787,90
    +5,90 (+0,33%)
     
  • BTC-USD

    50.344,36
    -4.150,39 (-7,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.136,94
    -106,12 (-8,54%)
     
  • S&P500

    4.134,98
    -38,44 (-0,92%)
     
  • DOW JONES

    33.815,90
    -321,41 (-0,94%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.978,31
    +222,97 (+0,78%)
     
  • NIKKEI

    29.018,50
    -169,67 (-0,58%)
     
  • NASDAQ

    13.773,50
    +23,25 (+0,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5454
    +0,0038 (+0,06%)
     

Cientistas compartilham de graça sequência do RNA de vacinas contra a COVID-19

Natalie Rosa
·1 minuto de leitura

Cientistas da Universidade de Stanford, dos Estados Unidos, publicaram no site GitHub a "receita" da vacina da Moderna e da Pfizer/BioNTech contra a COVID-19 para qualquer pessoa fazer o download. A página conta com quatro páginas, duas delas com os cientistas falando sobre o trabalho com o imunizante, e outras duas com todas as suas sequências de mRNA.

De acordo com os pesquisadores, as vacinas feitas de RNA mensageiro vêm sendo cruciais para combater a pandemia, além de outros desafios médicos em relação à saúde pública. Os cientistas dizem que a medida não faz parte de um processo de engenharia reversa, revelando que a publicação apenas mostra "a sequência putativa de duas moléculas de RNA sintéticas que se tornam suficientemente prevalentes no ambiente geral da medicina e biologia humana em 2021".

<em>Imagem: Reprodução/_Tempus_/Envato</em>
Imagem: Reprodução/_Tempus_/Envato

Os cientistas fizeram a análise da sequência de RNA com base no descarte dos frascos de vacina, utilizando os resíduos. Entretanto, eles deixam claro que nenhum líquido residual testado poderia ser administrado. Os pesquisadores revelam também que pediram autorização à Moderna em relação à inclusão da sequência no site, mas não receberam nenhuma resposta, tampouco alguma objeção. O sequenciamento das vacinas está disponível para consulta neste link.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: