Mercado fechará em 3 horas 1 minuto
  • BOVESPA

    101.195,60
    -64,15 (-0,06%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.335,16
    -372,56 (-0,96%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,63
    -1,22 (-3,06%)
     
  • OURO

    1.906,30
    +1,10 (+0,06%)
     
  • BTC-USD

    12.993,95
    -83,07 (-0,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    259,44
    -3,98 (-1,51%)
     
  • S&P500

    3.396,82
    -68,57 (-1,98%)
     
  • DOW JONES

    27.629,45
    -706,12 (-2,49%)
     
  • FTSE

    5.811,62
    -48,66 (-0,83%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.479,00
    -184,50 (-1,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6331
    -0,0308 (-0,46%)
     

Cielo opera perto das mínimas históricas; credenciadora divulga balanço no dia 27

Álvaro Campos
·1 minuto de leitura

A companhia será uma das primeiras do setor financeiro a divulgar seus resultados do terceiro trimestre A Cielo opera em queda firme nesta sexta-feira e se aproxima das suas mínimas históricas. O papel recua 1,92%, a R$ 3,58. Com isso, se aproxima da sua mínima histórica de fechamento, de R$ 3,33, registrada em 13 de maio deste ano. A companhia será uma das primeiras do setor financeiro a divulgar seus resultados do terceiro trimestre, no dia 27, junto com Santander. No segundo trimestre, a Cielo teve o primeiro prejuízo desde que abriu seu capital, em 2009, ao registrar resultado negativo de R$ 75,2 milhões. Para o terceiro trimestre, em meio à continuação do cenário competitivo no setor de credenciadoras e com o advento de novas tecnologias, como o sistema de pagamentos instantâneos Pix, do Banco Central, as previsões dos analistas não são muito alvissareiras. Os analistas do Safra, por exemplo, esperam que a Cielo apresente lucro de R$ 111 milhões, uma queda de 81,9% na comparação com o mesmo trimestre do ano passado. Cielo Imagem retirada do Twitter / Cielo