Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.558,46
    +1.553,24 (+1,45%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.565,02
    +275,11 (+0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    112,70
    +0,49 (+0,44%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +2,80 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    29.299,07
    -742,34 (-2,47%)
     
  • CMC Crypto 200

    652,49
    -20,88 (-3,10%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.811,50
    -66,75 (-0,56%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1517
    -0,0671 (-1,29%)
     

Cidade do Rio decreta o fim da exigência do passaporte da vacina

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Com a melhora dos indicadores da covid-19, a cidade do Rio de Janeiro anunciou, nesta terça-feira (26), o fim da obrigatoriedade do passaporte da vacina. O comprovante de que a pessoa foi imunizada com a vacina contra o coronavírus SARS-CoV-2 era exigido para a entrada em locais fechados, como academias, estádios de futebol e cinemas.

O fim do passaporte da vacina no Rio já foi oficializado no Diário Oficial do Município, através do Decreto nº 50.672. No combate à covid-19, a medida foi implementada em setembro de 2021 e teve validade por sete meses, com o seu encerramento neste mês de abril.

Rio de Janeiro (RJ) deixará de exigir comprovante de vacinação contra a covid-19 para a entrada em locais fechados (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)
Rio de Janeiro (RJ) deixará de exigir comprovante de vacinação contra a covid-19 para a entrada em locais fechados (Imagem: Reprodução/Twenty20photos/Envato Elements)

Segundo a prefeitura, a decisão sobre o comprovante da vacina foi embasada em recomendação do Comitê Especial de Enfrentamento da Covid-19 (CEEC), divulgada na segunda-feira (25). Este comitê é formado por um grupo de especialistas em saúde pública, responsável por orientar quais medidas devem ser adotadas para o enfrentamento do vírus.

Como está a vacinação no Rio?

Inicialmente, os decretos nº 49.894, de 1º de dezembro de 2021, e nº 50.308, de 7 de março de 2022, estipulavam que o passaporte da vacinação contra a covid-19 somente deixaria de ser exigido quando a cidade atingisse o índice de 70% da população maior de 18 anos vacinada com a dose de reforço.

Até o momento, este marco da vacinação não foi alcançada pelo Rio. Agora, o índice está em 62,4%. Independente disso, as autoridades de saúde já consideram que a situação epidemiológica atual “aponta para a manutenção do cenário de estabilidade, com queda do número de casos leves, casos graves e óbitos”.

Entre os grupos de vacinação contra a covid-19, o mais atrasado é o de crianças de 5 a 11 anos. Do total, 24% dos indivíduos desta faixa etária ainda não receberam a primeira dose do imunizante, segundo dados da prefeitura.

Em paralelo, a quarta dose da vacina estará disponível, a partir de amanhã (27), para todos aqueles com mais de 70 anos. No dia 11 de maio, o reforço poderá ser aplicado naqueles com 60 anos ou mais, completando o grupo apto a receber estas doses.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos