Mercado fechará em 37 mins
  • BOVESPA

    119.570,56
    -1.065,83 (-0,88%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.116,67
    -378,74 (-0,83%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,50
    +0,52 (+0,98%)
     
  • OURO

    1.865,90
    +25,70 (+1,40%)
     
  • BTC-USD

    35.002,81
    +602,84 (+1,75%)
     
  • CMC Crypto 200

    691,29
    -9,32 (-1,33%)
     
  • S&P500

    3.850,77
    +51,86 (+1,37%)
     
  • DOW JONES

    31.169,69
    +239,17 (+0,77%)
     
  • FTSE

    6.740,39
    +27,44 (+0,41%)
     
  • HANG SENG

    29.962,47
    +320,19 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.523,26
    -110,20 (-0,38%)
     
  • NASDAQ

    13.274,25
    +288,75 (+2,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4153
    -0,0833 (-1,28%)
     

Cidade chinesa fará ‘distribuição’ de mais de R$ 15,7 milhões

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
A cidade de Shenzhen, na China. (Foto: Getty Images)
A cidade de Shenzhen, na China. (Foto: Getty Images)

Os residentes da cidade chinesa de Shenzhen, um dos maiores polos populacionais do país, terão acesso a um novo teste da moeda digital que tem sido desenvolvida pelo banco central da China.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O registro na loteria foi aberto no dia 1 de janeiro, e dará a chance de faturar um dos 100 mil prêmios que serão distribuídos para a população, no valor de 200 yuans digitais cada.

Leia também:

Ao todo, o prêmio da lotaria será de mais de R$ 15,7 milhões. Os prêmios serão distribuídos em “envelopes vermelhos", uma forma comum de se oferecer dinheiro na China em ocasiões especiais, como casamentos.

Essa não é a primeira vez que o banco central chinês testa sua moeda digital por meio de uma loteria. Em outubro do ano passado, uma promoção semelhante foi realizada.

O dinheiro oferecido aos ganhadores poderá ser gasto até o dia 17 de janeiro em 10 mil lojas físicas cadastradas pelo governo. As informações são do portal de notícias Coindesk, especializado na cobertura de moedas digitais.

A China acelera o desenvolvimento de sua própria tecnologia de moedas digitais ao mesmo tempo em que criptomoedas descentralizadas, como o Bitcoin, crescem em valor, mas desvinculadas de entidades regulatórias estatais.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube