Mercado fechado

Sobe para dez número de mortes causadas pelo 'ciclone bomba' no Sul do Brasil

Ao menos oito morrem após ciclone no Sul do país - Foto: Corpo de Bombeiros de Santa Catarina

O “ciclone bomba” matou ao menos dez no Sul do país nesta terça-feira (30). Nove óbitos foram registrados em Santa Catarina e um no Rio Grande do Sul. Nesta quarta-feira (01), São Paulo e Rio de Janeiro também devem sofrer fortes rajadas de vento, já nas primeiras horas os estados do Sudeste já foram atingidos pelos fortes ventos.

De acordo com a TV Globo, entre os nove mortes em Santa Catarina há uma idosa que morreu após ser atingida por uma árvore. O caso aconteceu na cidade de Chapecó, no Oeste do estado. Outro homem, na Grande Florianópolis, foi atingido pela fiação elétrica após a queda de uma árvore.

Leia também

Os catarinenses seguem em alerta pois pode haver outra forte rajada de ventos nesta quarta no estado. Contudo, ao longo do dia, o ciclone deve perder força e não há previsão de chuvas em quase todo o estado.

No Rio Grande do Sul, a única vítima até o momento morreu soterrada depois de um deslizamento de terra causada pelo temporal em Nova Preta. Vanderlei Oliveira, de 53 anos, foi levado para o hospital, mas não resistiu.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

No Paraná, ventos fortes derrubaram árvores e destelharam imóveis. Curitiba amanheceu com ruas interditadas. Em toda a Região Sul, há registro de uma grande parcela da população sem energia.

Tanto São Paulo como Rio de Janeiro devem sofrer com forte ventania nesta quarta-feira. Desde as primeiras horas do dia, ambos registraram quedas de árvores. No litoral paulista, segundo a TV Globo, há registro de lanchas afundadas.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.