Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    47.684,15
    -242,65 (-0,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.530,00
    +12,25 (+0,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Holandesa e esloveno conquistam o ouro no ciclismo contrarrelógio nos Jogos Olímpicos de Tóquio

·1 minuto de leitura


Os campeões do contrarrelógio do ciclismo de estrada nos Jogos Olímpicos de Tóquio foram definidos nesta terça-feira. O ouro foi para Primoz Roglic, da Eslovênia, com o tempo de 55m04s19.

O ciclista de 31 anos começou no esporte como saltador de esqui até 2011, depois disso ele passou a se dedicar totalmente ao ciclismo. O colombiano Rigoberto Urán ficou na liderança durante quase todo o percurso, mas desanimou no final e terminou em oitavo lugar. A prata ficou com Tom Dumoulin, dos Países Baixos e o bronze com o australiano Rohan Dennis. Já João se demonstrou cansado, mas diz ter feito uma boa participação em Tóquio:

- Foi muito duro. Pessoalmente, não estive no meu melhor, mas estou feliz, satisfeito, é o que importa. Nós fizemos aclimatização, mas foi igual para todos, foi bastante duro. Faço um balanço muito positivo, dei tudo o que tinha. Não houve quedas e estamos aqui para aprender - João Almeida declarou à RTP.

Já no feminino a campeã Annemiek van Vleuten levou a segunda medalha nesta edição dos Jogos Olímpicos. A prata tinha vindo da corrida de estrada de domingo (25), quando a atleta inclusive comemorou a vitória sem saber que tinha perdido para a austríaca Anna Kiesenhofer, que estava tão a sua frente que nem pôde ser vista.

Só que dessa vez a atleta dos Países Baixos conseguiu dar a volta por cima com o tempo de 30m13s49. Deixando para trás a suíça Marlen Reusse, que ficou com a prata e a holandesa Anna van der Breggen, que desta vez ficou com o bronze.

CONFIRA ABAIXO O QUADRO DE MEDALHA ATUALIZADO

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos