Mercado abrirá em 4 h 9 min
  • BOVESPA

    109.786,30
    +2.407,38 (+2,24%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.736,48
    +469,28 (+1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,24
    +0,33 (+0,73%)
     
  • OURO

    1.806,70
    +2,10 (+0,12%)
     
  • BTC-USD

    18.955,18
    -113,31 (-0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    376,36
    +6,61 (+1,79%)
     
  • S&P500

    3.635,41
    +57,82 (+1,62%)
     
  • DOW JONES

    30.046,24
    +454,97 (+1,54%)
     
  • FTSE

    6.432,17
    +98,33 (+1,55%)
     
  • HANG SENG

    26.631,59
    +43,39 (+0,16%)
     
  • NIKKEI

    26.296,86
    +131,27 (+0,50%)
     
  • NASDAQ

    12.122,75
    +46,75 (+0,39%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4076
    +0,0107 (+0,17%)
     

Ciúme entre irmãos é comum, mas pais precisam ajudar os filhos; saiba como

Evelin Azevedo
·2 minuto de leitura
As irmãs Maria Eduarda e Maria Antonia protagonizaram um 'barraquinho'

WhatsApp Image 2020-10-20 at 11.44.07.jpeg

As irmãs Maria Eduarda e Maria Antonia protagonizaram um 'barraquinho'

A briga entre as irmãs Maria Eduarda, de 3 anos, e Maria Antonia, de 6, viralizou esta semana nas redes sociais. As imagens mostram algo bem comum na relação entre irmãos, principalmente na infância: um desentendimento provocado por ciúmes. No caso do vídeo, uma das meninas sopra as velinhas do bolo da outra, que comemorava aniversário. Ela reage e inicia uma briga. Minutos depois, as duas já tinham se entendido, mas nem sempre as resoluções são tão rápidas e fáceis.

— Isso é tão normal que as pessoas compartilharam por se identificarem. Precisamos entender que esse ciúme é natural, e é nesse contexto (da família) que vamos aprendendo a lidar com a vida em sociedade. Normalmente, é com os irmãos que aprendemos a dividir, a saber quando é nosso momento de falar ou não. É com eles que na maior parte das vezes aprendemos estas competências sociais — afirma Helena Aguiar, psicóloga da Perinatal.

Situações em que um dos irmãos recebe mais atenção, como em festas de aniversário, são um prato cheio para que o ciúme aflore. Demonstrar esse sentimento na infância não é sinal de que aquela criança seja ruim. Ele nada mais é do que a incompreensão da emoção associada à imaturidade.

— As brigas vão acontecer. Cabe aos responsáveis nortear as crianças para que elas entendam o que está acontecendo e ajudá-las a resolver da melhor forma — explica Luciana Brites, psicopedagoga e CEO do Instituto NeuroSaber.

Os especialistas explicam que a insegurança por acharem que são menos amadas que os demais irmão faz com que as crianças descontem no outro suas frustrações, o que pode causar brigas e constantes desentendimentos.

— A questão da briga entre os irmãos acontece por causa da própria imaturidade do desenvolvimento. O que precisamos sempre observar é qual lição foi tirada da conclusão desta briga, qual foi a forma da condução, se teve a mediação dos pais ou cuidadores — explica a psicopedagoga Luciana Brites.

Desentendimentos constantes entre irm ãos na infância não significa que eles terão um relacionamento ruim quando chegarem à vida adulta. Para que a harmonia permaneça em casa, independentemente da idade dos irmãos, é preciso que o ciúme não vire rivalidade.

— A rivalidade pode ser observada quando um irmão quer ser melhor do que o outro, transformando-se em uma relação hostil entre os dois. Por isso, os pais nunca devem estimular nos filhos a competição entre eles, pois isto não é saudável para a relação familiar — completa Luciana.