Mercado abrirá em 4 h 42 min
  • BOVESPA

    109.401,41
    -2.522,52 (-2,25%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.799,46
    -434,91 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    77,53
    +0,60 (+0,78%)
     
  • OURO

    1.780,60
    -0,70 (-0,04%)
     
  • BTC-USD

    17.012,38
    -294,00 (-1,70%)
     
  • CMC Crypto 200

    401,74
    -9,48 (-2,30%)
     
  • S&P500

    3.998,84
    -72,86 (-1,79%)
     
  • DOW JONES

    33.947,10
    -482,78 (-1,40%)
     
  • FTSE

    7.567,54
    +11,31 (+0,15%)
     
  • HANG SENG

    19.316,59
    -201,70 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.885,87
    +65,47 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    11.788,50
    -17,25 (-0,15%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5283
    -0,0051 (-0,09%)
     

Chrome 93 é lançado com um pacotão de novidades; veja o que muda

Nesta quarta-feira (1°), o Google disponibiliza a todos a versão 93 Chrome. O pacote de novidades é composto por várias das funcionalidades encontradas na versão beta do navegador, agora com o funcionamento mais refinado e preparadas para alcançar o grande público. Isso, porém, com boa parte delas ainda estejam disponíveis como recursos experimentais do menu chrome://flags.

Uma das novidades preparadas para esta versão é a integração do Google Drive com o Chrome, conforme noticiado pelo Canaltech. Trata-se de um módulo inserido na tela de “Nova guia” que serve como um atalho para documentos, arquivos e formulários acessados recentemente pelo usuário. No chrome://flags, encontre o recurso ao pesquisar e ativar as funções #ntp-modules e #ntp-drive-module.

O atalho para documentos guardados no Drive é uma mão na roda especialmente para quem fechou o editor sem querer (Imagem: Reprodução/Google)
O atalho para documentos guardados no Drive é uma mão na roda especialmente para quem fechou o editor sem querer (Imagem: Reprodução/Google)

Outra novidade é o sumiço do ícone de cadeado usado para simbolizar quando a conexão com o site é segura. O Google indicou que planejava mudar o padrão para algo mais discreto, uma vez que o protocolo HTTPS está mais popular do que nunca.

Indicador de segurança agora faz parte de um submenu (Captura: Igor Almenara/Canaltech)
Indicador de segurança agora faz parte de um submenu (Captura: Igor Almenara/Canaltech)

Para incrementar pesquisas, o Chrome também deu uma recheada no motor de buscas do Google. Agora, sites acessados a partir de resultados de pesquisa são abertos em uma navegação em guias dentro do próprio buscador, listados em uma barra superior — ative a função no menu chrome://flags.

As buscas contínuas evitam que o usuário se perca em várias abas de uma mesma pesquisa (Imagem: Reprodução/Google)
As buscas contínuas evitam que o usuário se perca em várias abas de uma mesma pesquisa (Imagem: Reprodução/Google)

Outra novidade é o WebOTP API, uma alternativa do navegador do Google para autenticar acessos de usuários com uma chave de uso único. Se o utilizador tenta fazer login em uma conta no programa para desktop, o site pode fazer a verificação do acesso a partir de um SMS enviado para o celular associado a conta. Para efetivar a conexão, bastaria sinalizar que a solicitação foi autorizada no aparelho, sem precisar copiar e colar nenhum código.

Cards personalizados

Por fim, cards personalizados também fazem parte do conjunto. Basicamente, o que a função faz é dar uma nova forma de compartilhar trechos de artigos encontrados na internet com cartões preparados para embalar stories ou posts no Instagram, por exemplo. Ficou curioso? Ative o recurso no menu chrome://flags.

Os cards personalizados deixam o trecho do artigo prontos para estampar um post novo nas redes sociais (Captura: Alveni Lisboa/Canaltech)
Os cards personalizados deixam o trecho do artigo prontos para estampar um post novo nas redes sociais (Captura: Alveni Lisboa/Canaltech)

Como sempre, a atualização está sendo distribuída gradativamente entre usuários do Chrome, então não se assuste se nenhuma das novidades está disponível para você ainda. No computador (Mac, Windows e Linux), você pode verificar se há downloads disponíveis a partir da opção "Sobre o Chrome", dentro do menu do canto superior direito, enquanto no celular a verificação fica para as lojas de aplicativo Play Store e App Store.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: