Mercado abrirá em 4 mins
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,00
    -1,66 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.805,10
    +6,30 (+0,35%)
     
  • BTC-USD

    61.019,27
    +2.394,01 (+4,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.468,46
    -5,87 (-0,40%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.236,24
    -17,03 (-0,23%)
     
  • HANG SENG

    25.555,73
    -73,01 (-0,28%)
     
  • NIKKEI

    28.820,09
    -278,15 (-0,96%)
     
  • NASDAQ

    15.684,75
    +97,50 (+0,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4215
    -0,0032 (-0,05%)
     

Chipz.io: mercado cripto chega às apostas esportivas

·2 minuto de leitura

Após o sucesso precoce ter se transformado em estabelecimento de mercado no caso da plataforma Socios.com, agora é a vez das “Chipz” estreitarem o contato entre as criptomoedas e o multimilionário mercado do esporte – mais especificamente, no setor de apostas.

O que é e como funcionará

Criada a partir da blockchain da Ethereum (ETH), a plataforma Chipz.io apresenta potencial para revolucionar o mercado das bet’s como um todo ao dar para o usuário maior autonomia nas entradas que fizer.

Estabelecendo contatos com bases informacionais atualizadas em tempo real sobre os principais eventos esportivos do mundo, os apostadores da Chipz e terão a possibilidade de criarem suas próprias entradas, tornando-se então o próprio bookkeeper (pessoa/sistema responsável por contabilizar os percentuais envolvidos) de todo o processo.

Seus usuários usufruirão da privacidade e do dinamismo proposto pelo setor de DeFi’s, onde as transações não contarão com intermediários e suas taxas, com as movimentações sendo muito mais rápidas e práticas do que costumeiramente ocorre em plataformas mais tradicionais.

Essa remodelação do papel da “casa”, aliás, permitirá também que as odds (multiplicadores do possível retorno da aposta feita) possam se tornar mais atrativas ao se aproximarem mais da realidade, baseando-se somente em probabilidades e estatísticas.

Para o início do projeto, as transações de depósitos, apostas e retiradas serão feitas por meio da stable coin de dólar USDC, mas não é difícil imaginar que uma vez ambientado, o sistema venha a permitir outras criptomoedas, sobretudo que sejam baseadas em camadas similares da Ethereum.

Primeiros grandes mercados e cenário brasileiro

Três das principais ligas esportivas dos Estados Unidos já estão anunciadas como mercados de apostas que estarão disponíveis em breve por meio da Chipz: NHL (hóquei no gelo), MLB, (baseball) e NBA (Basquete). Além das três organizações, também há destaque para o MMA, modalidade de luta que engloba artes marciais mistas.

O principal dos padrinhos anunciados até o momento, aliás, é o lutador Nick Diaz, que volta aos holofotes do UFC – a maior organização de MMA do planeta – neste sábado (25), em luta contra Robbie Lawler na categoria dos pesos médios (até 84 kg). A expectativa é de que em suas últimas aparições para o público antes do confronto, Diaz use um boné da Chipz.

No Brasil, o mercado de apostas esportivas pode ser então mais uma porta de entrada para as criptomoedas.

Ainda em 2018, o então presidente Michel Temer sancionou a lei 13.756/18, autorizando a elaboração de regras mais específicas para a prática de apostas de cotas fixas no país e, de lá para cá, o mercado não para de crescer.

Desde então, o mercado já registra movimentos anuais de valores no patamar de R$ 4 bilhões, enquanto especialistas indicam que a probabilidade para que o montante anual salte para R$ 12 bi em poucos anos seja, na verdade, bem alta.

This article was originally posted on FX Empire

More From FXEMPIRE:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos