Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,50 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,66 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    51,98
    -1,15 (-2,16%)
     
  • OURO

    1.855,50
    -10,40 (-0,56%)
     
  • BTC-USD

    31.964,61
    +170,28 (+0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    651,44
    +41,45 (+6,79%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,03 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.447,85
    -479,91 (-1,60%)
     
  • NIKKEI

    28.631,45
    -125,41 (-0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.355,25
    -40,25 (-0,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6542
    +0,1458 (+2,24%)
     

Chip intermediário Exynos 1080 bate o Snapdragon 888 em teste de desempenho

Diego Sousa
·2 minuto de leitura

Alguns dos principais processadores para celular para 2021 já começaram a ser apresentados e a disputa promete ser acirrada. Nesta última quarta-feira (16), o Exynos 1080 da Samsung passou por alguns testes de benchmark e, surpreendentemente, teve números melhores que o potente Snapdragon 888, recém-anunciado pela Qualcomm.

O chipset, que fará sua estreia no smartphone Vivo X60 provavelmente no dia 26 deste mês, apareceu na plataforma de testes Geekbench 5 aliado a 12 GB de memória RAM e sistema operacional Android 11. O conjunto fez 888 pontos no teste de núcleo único e 3.244 no de múltiplos núcleos.

Exynos 1080 oferece um bom equilíbrio de especificações para smartphones intermediários avançados (Imagem: divulgação/Samsung)
Exynos 1080 oferece um bom equilíbrio de especificações para smartphones intermediários avançados (Imagem: divulgação/Samsung)

Para comparação, o Snapdragon 888 teve números superiores no teste de apenas um núcleo, com 1.075 pontos, mas não superou o rival nos resultados de vários núcleos, fazendo "apenas" 2.916 pontos. Provavelmente, a superioridade no teste apenas um núcleo se deu pelo novo núcleo Cortex-X1, atualmente o principal núcleo da ARM. O chip da Qualcomm também foi testado com ajuda de 12 GB de RAM e sistema Android 11.

Vale mencionar que números de benchmark não determinam o desempenho dos processadores, então é bastante provável que esses resultados não devam refletir a realidade. No entanto, a diferença entre os chips indica que a Samsung promete incomodar a rival — e olha que o Exynos 1080 não será o principal modelo da sul-coreana em 2021.

O Exynos 1080 é o primeiro chip mobile da Samsung fabricando na litografia de 5 nanômetros (nm). Ele tem oito núcleos de processamento, sendo quatro ARM Cortex-A78 para tarefas de alto desempenho e quatro Cortex-A55, estes focados em eficiência. No papel o conjunto se equivale aos rivais premium Snapdragon 865 e HiSilicon Kirin 9000, mas o chip é muito mais do que um apanhado de CPUs, especialmente nos celulares.

Além do já anunciado 1080, a Samsung deve oficializar o Exynos 2100, modelo que deve bater de frente com o Snapdragon 888, em breve. No último dia 15, a fabricante deu alguns indícios sobre o chip, mas ainda não revelou mais detalhes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: