Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.101,99
    +1.088,52 (+1,01%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.508,35
    -314,88 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,29
    -0,67 (-0,77%)
     
  • OURO

    1.839,80
    -3,40 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    41.261,54
    -689,85 (-1,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    992,43
    -2,83 (-0,28%)
     
  • S&P500

    4.482,73
    -50,03 (-1,10%)
     
  • DOW JONES

    34.715,39
    -313,26 (-0,89%)
     
  • FTSE

    7.585,01
    -4,65 (-0,06%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    14.725,75
    -307,75 (-2,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1299
    -0,0375 (-0,61%)
     

Chineses criticam Elon Musk na Internet após falha em missão

·2 min de leitura
NEW YORK, NEW YORK - DECEMBER 13: Elon Musk attends TIME Person of the Year on December 13, 2021 in New York City. (Photo by Theo Wargo/Getty Images for TIME)
Usuários de redes sociais chinesas criticam empresa de Elon Musk após chineses evitarem colisão com satélites da Starlink. (Photo by Theo Wargo/Getty Images for TIME)
  • Usuários chineses criticam e fazem piadas com Elon Musk após falhas da Starlink;

  • China reclamou que tiveram de tomar medidas para evitar colisões com satélites da Starlink;

  • Reclamação foi feita através de documentos para a agência espacial da ONU;

Usuários chineses criticaram em redes sociais as ambições espaciais do fundador da Tesla, o bilionário Elon Musk nesta segunda-feira, depois que a China reclamou que sua estação espacial foi forçada a tomar medidas evasivas para evitar a colisão com satélites lançados pelo programa Starlink, administrado pelo bilionário, de acordo com a agência Reuters.

Leia também:

Os satélites da Starlink Internet Services, uma divisão da empresa aeroespacial SpaceX de Musk, tiveram dois "encontros imediatos" com a estação espacial chinesa em 1º de julho e 21 de outubro, de acordo com um documento apresentado pela China no início deste mês à agência espacial da ONU, segundo informações da agência.

Chineses chamam satélites da Starlink de "uma pilha de lixo espacial"

Em um post na plataforma chinesa de microblog Weibo, semelhante ao Twitter, na segunda-feira, um usuário disse que os satélites da Starlink eram "apenas uma pilha de lixo espacial", enquanto outro os descreveu como "armas americanas de guerra espacial". Já outro, que se identificou como Chen Haiying no Weibo, declarou: "Os riscos do Starlink estão sendo gradualmente expostos, toda a raça humana pagará por suas atividades comerciais".

Com quase 30 mil satélites e outros destroços supostamente orbitando o planeta, os cientistas pediram aos governos que compartilhem dados para reduzir o risco de colisões espaciais catastróficas. A agência espacial norte-americana NASA foi forçada a cancelar abruptamente uma caminhada no espaço no final de novembro, citando os riscos apresentados por detritos espaciais. Musk tuitou em resposta que algumas órbitas do satélite Starlink foram ajustadas para reduzir a possibilidade de colisões. 

A SpaceX sozinha implantou quase 1.900 satélites para servir sua rede de banda larga via satélite, a Starlink, e está planejando aumentar o número deles. Enquanto isso, a China começou a construir sua estação espacial em abril com o lançamento do Tianhe, o maior de seus três módulos. A estação está prevista para ser concluída até o final de 2022, após quatro missões tripuladas. 

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos